Visitantes se dão bem nos jogos de ida da Copa do Brasil

Na última quarta-feira (26) a bola rolou para os jogos de ida da fase semifinal da Copa do Brasil 2016. E quem jogou fora de casa seu deu melhor. O Grêmio não temeu os mais de 50 mil cruzeirenses no Mineirão e venceu pelo placar de 2×0. Já o Atlético/MG foi forte e vingador para superar o Internacional pelo placar de 2×1, no Beira-Rio.

NÃO SENTIU A PRESSÃO

cvvpu0vw8aamdbh

Jogando no Mineirão, o Grêmio tinha que superar além do Cruzeiro, dentro de campo, a massa celeste que invadiu o estádio e colocou quase 54 mil pessoas. Apesar da pressão sofrida, o time comandado por Renato Gaúcho soube tirar de letra o fato de estar jogando fora de casa e não tomou conhecimento da Raposa. Luan marcou um lindo gol na primeira etapa para abrir o placar. No segundo tempo, o camisa 10 Douglas ampliou. Com o grande resultado de 2×0 conquistado, o Grêmio pode até perder por 1×0 na partida de volta que ainda assim será finalista da Copa do Brasil.

Bola Cheia: Luan, camisa 7 do Grêmio, que marcou um golaço na partida.

Bola Murcha: todo o time do Cruzeiro, que fez uma de suas piores apresentaçõe sob o comando de Mano Menezes.

TÁ COM A VANTAGEM!

cvvpwhoxyaece8l

Para completar a noite dos visitantes na Copa do Brasil, o Atlético/MG venceu o Internacional por 2×1, no Beira-Rio. A equipe mineira saiu na frente do placar com gol marcado pelo meia Otero, na etapa inicial. O empate do Inter surgiu em cobrança de pênalti (marcado de forma duvidosa) do lateral William. O gol do triunfo do Galo saiu dos pés de Lucas Pratto. O resultado garante ao Atlético/MG a possibilidade de jogar por um empate na partida de volta.

Bola Cheia: o meia Otero, do Galo, que vem crescendo a cada partida e marcou mais um gol importante.

Bola Murcha: o zagueiro Alan Costa, do Inter, que falhou no lance do primeiro gol do Atlético/MG.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: