CANTO DO MANTO #6 – Apesar de tudo, eu te amo Flamengo

Estive sumido. Assim como o futebol do Flamengo nos últimos jogos, inclusive na vitória de agora contra o lanterna e rebaixado América-MG. Mas não pensem que me acovardei de falar sobre o rubro-negro só porque esse entregou o título de bandeja para o Palmeiras. Ainda não desisti, acredito que enquanto houver chance matemática, o Flamengo pode ser campeão. Acredito também que nenhum dos nossos adversários são grande coisa (assim como nosso time) e qualquer um pode ser campeão.

Se vocês esperam um texto esperançoso podem fechar a página. O Flamengo entregou o título e vocês não vão ler um torcedor fanático sendo superpositivo e acreditando numa entregada do Palmeiras. Que diga-se de passagem seria uma vergonha se o time verde fizesse isso. Tomara que faça, inclusive. É a única forma de algum adversário ser campeão do BR16. Vamos falar um pouco do que aconteceu nos últimos jogos que estive ausente.

Desde o Fla-Flu na 30ª rodada, o Flamengo que era postulante ao título, mas “zicado pelo cheirinho” ficou sem vencer durante quatro jogos seguidos, sendo 1 derrota e 3 empates em jogos complicados, mas que nenhum time que disputa título pode ficar sem ganhar. Isso não existe, isso é inadmissível. “Mas Lucas, eram clássicos do futebol nacional”. Eu só não vou botar um palavrão cabuloso aqui porque o HTE Sports é um site de respeito e nós somos favela, mas nem tanto. Vou me controlar.

Flamengo x Inter foi o único resultado adverso que eu aceitei. O time colorado estava desesperado, jogou melhor e mereceu a vitória. Vitinho estava inspirado e seria uma boa contratação para o ano que vem se não estivesse caro pra caramba no mercado. Mas vamos pensar em 2016. Flamengo x Corinthians foi o primeiro jogo no Maracanã no campeonato brasileiro. Lotado. Torcida inflamada e empolgada. E o time entrega dois gols empatando o jogo de forma ridícula? Lamentável. Patético. Pífio. Era pra ter ganho de um jeito ou de outro.

Contra o Atlético-MG, a única partida decente do time nos últimos cinco jogos. Mas ganhar do Galo lá dentro é complicado demais. Guerrero empatou no fim e saímos com gostinho de vitória. Mas pra quem disputava título não foi muito bom, mesmo sendo confronto direto. Contra o Botafogo, atuação lamentável novamente. Futebol pobre dos dois times. 0 x 0 e aquela frustração. Palmeiras se distanciava assim como o heptacampeonato.

No momento que vos escrevo acabamos de ganhar do rebaixado América-MG. Jogamos nada. Mesmo com 4 desfalques, isso não é motivo. Diego está inoperante, os pontas não conseguem armar absolutamente nada, nem Everton jogou bem, mesmo marcando o gol. A zaga continua decente, mas da “tilt” de vez em quando, assim como os dois bons goleiros. Por que o Mancuello não entra nesse time? Por que Felipe Vizeu não é o reserva imediato? Pois bem, Zé Ricardo anda complicando alguns jogos e errado em algumas substituições.

Para os próximos três jogos, as vitórias são obrigação. Não sei se o título vem, mas os nove pontos tem que vir pra Gávea para honrar o dinheiro gasto com o time, o dinheiro gasto pela torcida nas viagens pelo Brasil e nos ingressos caros no Maracanã, e o amor que essa torcida maravilhosa tem por esse time. Flamengo eu te amo demais, mas as vezes você acaba comigo. Mas o bom de ser flamenguista é esse: o time é gigante e o amor por ele é infinito. Vamos Mengão!

Lucas Farias

Carioca, 25 anos, nem um pouco jornalista, mas apaixonado por esportes, principalmente futebol. Flamengo, Tottenham, Miami Heat e New Orleans Saints.

%d blogueiros gostam disto: