Vem de 5 – As especulações eternas

Chegando o fim de ano começam o mundo de especulações. Com o fim dos jogos, o noticiário do futebol fica praticamente sem muito assunto, então especular quem vem para determinado time, qual será o próximo técnico, patrocínios e etc se tornam a principal ferramenta que muitos usam para vender jornais ou conseguir cliques na internet. Por isso, vou listar aqui cinco especulações que entra e sai ano estão sempre na mídia e nas discussões nos bares e redes sociais.

Nilmar no São Paulo

622_e85c9e3d-5493-3c51-b36b-a77b984bb46a

Lá para 2005/2006, quando Nilmar estava no Corinthians através do aporte da MSI e começou a crise de relacionamento com a equipe, as especulações comentaram. Não faltaram notícias, fatos, conversas, negociações ao longo dos anos. Houve jornalista que chegou a declarar que se encontrou com Nilmar na praia, quando estava sob contrato com o Corinthians, contando que ele dizia “Eu vou jogar no tricolor” . Mais de dez anos se passaram e novamente temos a especulação de Nilmar no São Paulo. Alguém aposta que essa vai virar?

Riquelme no Palmeiras

Essa é mais antiga. Basicamente iniciou-se no começo deste século, depois do Boca Juniors vencer a Libertadores de 2000 sobre o Palmeiras, com show do camisa 10 argentino. Ele foi para Europa, voltou para o Boca e, a cada intertemporada no Brasil, a manchete Riquelme no Palmeiras retornava, mesmo com ele falando lá na argentina que não sairia do Boca. Agora aposentado e com o Palmeiras com ótimo elenco (Não a toda deve sagra-se campeão brasileiro deste ano), a novela não existirá mais. Mas se ele ameaçar voltar aos gramados e o alviverde começar mal 2017, quem sabe não veremos o retorno da especulação?

Retorno de Tévez


Praticamente nascida na mesma época da de Nilmar no São Paulo, a cada janela de transferência se vende a manchete “Tévez retornando ao Corinthians”. Fundamental na conquista do Brasileiro em 2005, contratado também pelo aporte da MSI, Tévez já jogou no futebol inglês e italiano e, quando quis voltar para América do Sul, voltou para o time que o formou, o Boca Juniors. Mas, com o Corinthians terminando o ano mal, porque não soltar na mídia de novo sobre seu retorno?

Carlos Bianchi
O Brasil vive uma crise de treinadores. Os nomes de sempre basicamente já enxeram a paciência dos dirigentes e torcedores e gostamos de contratar (ou pensar nisso) um sul-americano que tenha acabado com os times brasileiros em disputas da Libertadores da América. E Carlos Bianchi é um símbolo disso, por ter tantas vezes vencido com o Boca Juniors na década passada. Mesmo aposentado, sempre há quem insiste que um time brasileiro está a procura dos serviços de Bianchi. Alguns até falam que o “projeto” o teria encantado. Mas Bianchi não sai da Argentina. Times em troca de treinador nesse fim de ano certamente terão o nome de Bianchi circulando pela mídia.

Patrocínio da Emirates Air Lines

Um dia o presidente da companhia área disse ao seu representante no Brasil: “Quero que você faça a publicidade da empresa no Brasil sem gastar um dólar sequer”. E o cara conseguiu. Não importa o time que esteja procurando patrocinador, a Emirates Air Lines sempre está entre as candidatas para estampar as camisas dos grandes clubes brasileiros. É forte candidata inclusive a adquirir o Naming Rights das novas arenas esportivas. E, como todas as especulações dessa lista, nunca deu um dólar sequer a qualquer clube por meio de patrocínios. Mas se seu time estiver com a camisa limpa, a qualquer momento você irá ouvir que a companhia área está negociando com sua equipe.

E você? Lembra de mais alguma especulação recorrente do futebol brasileiro que nunca ocorreu? Deixe aí nos comentários.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: