CLUBE DA FÉ #91 – Planejando 2017

Caros amigos tricolores, o São Paulo encerrou ontem seu ano com uma goleada por 5×0 sobre o Santa Cruz no Pacaembú. Se o jogo de ontem tivesse sido a tônica da temporada, estaríamos celebrando, mas a verdade é, como já disso muito por aqui, que 2016 foi um ano complicadíssimo, que flertamos com o rebaixamento. Mas 2017 está aí para nos dar uma nova perspectiva, com o M1to Rogério Ceni no comando, prometendo um time ofensivo e marcando sob pressão o adversário (torço muito para que isso venha a acontecer) e muitas inovações nos métodos de treinamento, onde estará auxiliado por profissionais que conheceu durante seu ano de estudos. Vou falar aqui um pouco sobre o elenco e peças que precisam chegar e sair para que Ceni tenha condições de fazer um bom trabalho no ano que vem.

Goleiros
Começando pela posição em que nosso novo treinador foi mestre na função, temos um dos grandes desafios para o novo elenco. Achar um goleiro confiável. Dênis está longe disso e Renan Ribeiro, muito pedido pela torcida, não conseguiu empolgar os diversos treinadores que passaram pelo São Paulo desde que chegou.Léo, que nem pode se dizer que esquentou banco pois foi sempre terceiro goleiro desde que subiu vai embora. Dizem que Sidão, do Botafogo, está de chegada. Pensando em como Ceni quer armar a equipe, Sidão pode ser muito últil, pois jogando com a marcação adiantada, precisa-se de um goleiro com bom jogo de pés. Porém, confesso que não me sinto seguro com ele debaixo das traves. Mas posso ser surpreendido.

Zagueiros
Maicon e Rodrigo Caio são titulares incontestáveis. Lyanco tem algumas falhas corrigíveis, principalmente na bola área, mas é novo e tem valor de mercado interessante. De resto, temos Lugano, ótimo líder de vestiário mas pouco eficaz em campo por conta da idade, Douglas, que ainda não atuou, Lucão, que me disponibilizo para levar para o aeroporto mais próximo e pagar uma passagem só de ida para qualquer lugar do mundo, e Breno que é um caso a parte. Acho que precisamos de um zagueiro para compor o elenco e, se Rodrigo Caio for negocioado, um para ser titular. Breno não será esse jogador, sua condição física não permite isso, mas falo mais sobre o caso em um post futuro.

Laterais
Nessa posição a carência é grande. No lado esquerdo não temos ninguém. Mena e Carlinhos não ficam (graças ao bom Deus) e Matheus Reis é um Reinaldo proveniente de Cotia. Precisamos de um titular e um reserva, que pode ser da base, de maneira urgente. Já direita acho o argentino Buffarini bem confiável e seu reserva pode ser da base. Bruno levo no mesmo carro de Lucão.

Volantes
Posição essencial no futebol nos dias de hoje, o São Paulo não tem grandes jogadores na posição. Hudson é tenebroso, João Schmidt é bem irregular, Thiago Mendes tem potencial físico e técnico mas não engrena. Um primeiro volante também é prioridade, bem como um cartão de adeus para Wesley.

Meias/Pontas
Está mais do que óbvio que nos falta um jogador que atue pela faixa central do campo. Lucas Fernandes retornará de contusão longa, então precisará de tempo para engrenar. Cueva jogou por ali, mas não é muito a dele. Gostaria de ver Shayllon, do sub-20 em alguns jogos do Paulista fazendo a função, mas é necessário que a diretoria se apresse para acertar a situação contratual dele. David Neres, Luiz Araújo e Wellington Nem, primeiro reforço oficial para 2016, são bons jogadores de lado de campo.

Atacantes
Gosto de ter Chavez para o elenco, mas ele não é centroavante. Tem um chute forte e vai bem no esquema de pressionar a saída de bola, essencial no esquema que Ceni diz que quer implantar. Pode ser muito útil, mas não dá para considerarmos como o “homem-gol”. Pedro, que subiu nos últimos jogos do Brasileirão, teve algumas dificuldades no profissional e Gilberto, apesar do golaço ontem, pode entrar no mesmo carro que estarão Lucão e Wesley. Um camisa 9 com boa finalização e disposição para o primeiro combate é necessário.

Resumindo, precisamos de um goleiro, lateral esquerdo, primeiro volante, meia central e centroavante para serem titulares. Algumas composições podem ser feitas com alguns jogadores da base, lembrando que no começo do ano temos Sul-Americano sub-20 e David Neres, que nos empolgou nesse final de ano, estará com a seleção brasileira. Torço muito para que as ideias que Ceni quer implantar deem certo no São Paulo e que novamente ver jogos do nosso tricolor seja empolgante e não o martírio que foi nos últimos anos.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: