CLUBE DO POVO #6 – Há 10 anos a história era escrita em Yokohama

Você é colorado? Caso não seja pergunte a um amigo colorado, por que todos os torcedores do Inter lembram do que fizeram no dia 17 de dezembro de 2006, o fatídico dia da final do Mundial contra o Barcelona.

Eu como um jovem colorado na época, lembro de sair gritando até o fundo do patio da minha casa após o gol de Gabiru, lembro de gritar a todos os pulmões Clemer após as defesas milagrosas, lembro de que no momento que Fernandão sai e entra Adriano Gabiru eu pensei: agora não dá mais. Porém o futebol é espetacular e o até então renegado atacante faz o gol em grande jogada do melhor jogador daquela partida Iarley.

O dia em que o clube do povo acabava com o poderoso Barcelona, o dia onde Adriano Gabiru faz o maior gol de sua vida para cima do excelente goleiro Victor Valdés, o dia em que Clemer tornava-se um dos melhores goleiros do mundo (nem que seja apenas durante os 90 minutos de jogo), o dia em que todo colorado são ou não, gritava e chorava copiosamente após um jogo que aconteceu do outro lado do mundo.

São varias as historias incríveis criadas nesse dia, Gabiru de jogador mediano a autor do gol mais importante da vida do clube, Clemer de goleiro no máximo bom para muralha, Iarley de jogador franzino e de pouca força à guerreiro imbatível, Fernandão de centroavante renegado na Europa à capitão do mundo e por ai vai.

A 10 anos o Sport Club Internacional jogando de branco em Yokohama, pintava o mundo de vermelho e dava a maior alegria da vida de muitos colorados, desbancando o gigante Barcelona, o Barcelona imbatível, o Barcelona de Ronaldinho, de Xavi, de Iniesta, esse Barcelona não foi páreo para o clube do povo, Ronaldinho não foi páreo para Iarley, por que naquele momento o mundo descobriu um novo gigante: o Internacional era pela primeira vez na historia Campeão do Mundo.

Leonardo Pereira

Estudante de jornalismo e criador de teses sem noção nos momentos vagos. Twitter: @isentoever

%d blogueiros gostam disto: