CANTO DO MANTO #8 – Goleou, ganhou e eu não gostei

Flamengo finalmente estreia no Campeonato Carioca 2017. O novo lateral, Trauco, que substitui o muito querido Jorge, que acabou de sair para o Mônaco, faz uma partida impecável e marca um gol e dá duas assistências. O nosso principal atacante Guerrero marca dois gols e mostra que está em forma e buscando melhorar ainda mais suas metas. O “craque do time” e destaque do péssimo fim de temporada 2016 também faz um gol e mostra que ainda está afiado, além do goleiro, que continua mostrando muita segurança. Goleada, esculacho, 4 a 1 pro Mengão. Somado isso, Botafogo tropeça em dois jogos e o Vasco toma duas goleadas, para Fluminense e Corinthians. Aí vocês me perguntam: “Está bom, Lucas? ” E eu os respondo: “está muito ruim, amigos. Ainda tem que melhorar muito! ”

Vamos aos inúmeros erros: primeiro jogo do Carioca, a torcida morrendo de saudade e o jogo é em Natal. Eu não vi o meu time em 2016 e aparentemente não vou ver nem tão cedo. E eu moro no estado dele! Lamentável não ter acordos nem com Maracanã, Engenhão e a Ilha ainda estar em obra. Falta de preparo imensa. Patético eu não poder ver um jogo do meu time em casa porque o time não tem uma casa. E nem uma provisória.

Tirando isso, que é péssimo, vamos aos erros do time. O primeiro tempo do Flamengo foi uma das coisas mais pavorosas que eu já vi desde que assisti o último jogo do Vasco da Gama. Muito ruim, o time não tem jogada, só cruzamento e chutão o tempo inteiro, Rever e Rafael Vaz parecem dois jogadores da base estreando e Diego só sabia tocar pra direita (como sempre). Adryan e Mancuello improvisados como pontas. Logo, temos uma pista de que o esquema a ser usado não deve ser esse. Apenas o Zé Ricardo não enxerga isso.

Depois, o time se aproveitou da fragilidade do Boavista e goleou. O que era a obrigação porque o time de Bacaxá é lamentável. No entanto, qualquer time de série A (tirando o rival da Cruz de Malta) daria um sacode sinistro no Flamengo no primeiro tempo. E isso é muito preocupante. E não devemos nos esquecer das derrotas para o Vila Nova e Serra Macaense. Vocês esqueceram? Eu não. Porque um time que consegue perder pra essas porcarias é aquele mesmo que passa vergonha na Libertadores cedendo pontos preciosos dentro de casa.

No Carioca é obrigação de chegar ao menos nas finais, assim como a Primeira Liga. Muricy jogou fora o título do ano passado dessa competição, mas esse ano o Flamengo tem a obrigação de disputar TODO título que jogar.

Um ponto positivo e apenas um: Marcio Araújo não é mais titular do time. A pergunta é: até quando? Um ranço de 2016 ainda ronda a Gávea e esse é o meu maior medo. Continuaremos torcendo muito e dando muita força pro Maior do Mundo, mas vamos sair de 2016, por favor. É isso, saudações Rubro Negras!

Lucas Farias

Carioca, 25 anos, nem um pouco jornalista, mas apaixonado por esportes, principalmente futebol. Flamengo, Tottenham, Miami Heat e New Orleans Saints.

%d blogueiros gostam disto: