CLUBE DA FÉ #94 – Primeiras impressões

Depois de tanta expectativa, finalmente pudemos ver o São Paulo em campo ontem. Pela Flórida Cup, enfrentamos o River Plate. Antes de dizer minhas primeiras impressões da equipe que será comandada pelo M1to Rogério Ceni esse ano, cabe dizer que essa competição nada mais é que um amistosão de pré-temporada, ondem o resultado pouco importa. O que mais interessa para a comissão técnica nesse momento é começar a dar ritmo de jogo aos atletas e verificar a execução do que foi treinado. E para nós, torcedores, montarmos uma perspectiva do time para a temporada.

Isto posto, tenho a dizer que minha primeira impressão foi positiva. Levando em conta que o time ainda não está no melhor momento físico e ainda assimilando as ideias de Ceni e seus auxiliares, o primeiro tempo me deixou mais animado com a equipe que as estreias dos últimos 10 anos. Há muito tempo queria ver um São Paulo pressionando a saída de bola do adversário, jogando com a bola no chão e jogando bolas aéreas somente com consciência do que está fazendo. Os primeiros 45 minutos, que tinham um esboço de time titular, mostraram isso.

Ao contrário do que se ventilava, não foi no 3-4-2-1 que o São Paulo jogou. Com Rodrigo Caio de volante, a formação foi o 4-3-3/4-1-4-1. Achei interessante o posicionamento do Cueva nessa formação, atuando na segunda linha de quatro jogadores por dentro, voltando como um volante, mas utilizando de toda sua velocidade e bom passe para armar os contra-ataques visando os também rápidos Luiz Araújo e Wellington Nem pelas pontas. Bruno e Buffarini também chegavam com facilidade, dando boas opções. Ofensivamente, faltou “apenas” uma conclusão melhor das jogadas, com finalizações mais precisas. Cueva perdeu um pênalti, Chavez e Luiz Araújo abusaram das más finalizações. Michael Beale, conhecido por trabalhar bastante fundamentos, precisará pegar pesado com os atacantes da equipe.

Defensivamente falta um pouco mais ao meu ver. Rodrigo Caio de primeiro volante é interessante pela qualidade do passe, mas precisa de uma re-adaptação a função, principalmente ás coberturas. Assim como precisará um pouco de tempo para Breno jogar com mais desenvoltura pelo lado esquerdo. Buffarini marca bem mas Bruno, Junior Tavares e Foguete mostram muitos problemas na parte defensiva. Com três zagueiros ou dois e um volante a frente, é necessário mais consistência na marcação para não estourar nos goleiros, que ainda não demonstraram segurança que esperamos. Denis fez uma boa defesa mas saiu jogando errado com os pés. Sidão queimou muita roupa no segundo tempo.

Enfim, foi um primeiro teste que mostrou muitas coisas positivas e outras que podem ser trabalhadas para melhorar. Continuo achando, como todos, que precisamos da contratação de um primeiro volante e de um centroavante de qualidade. Mas, mesmo que não venham essas duas peças, acho que o São Paulo tem condições de fazer um bom papel no Paulista para chegar bem no Brasileiro.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: