Futebol Fora da Mídia #07 – A exclusão do campeão da Ásia

O Jeonbuk Hyundai Motors não é tão conhecido no Brasil, mas é uma das potências do futebol asiático, ganhou quatro campeonatos coreano (K-League) nos últimos sete anos e se conquistou seu segundo título da Liga dos Campeões da Ásia em 2016, disputando o mundial de clubes onde acabou com a quinta posição.

 

O time posa como os campeões da Ásia / Reproduão Twitter

 

A equipe já se preparava para a defesa do título da Ásia, mas eis que um julgamento mudou o destino do time sul-coreano nessa temporada, a equipe foi condenada por manipular resultados de forma indireta e excluído de competições asiáticas por um ano.

 

 

O caso…

Um ex-membro do clube admitiu ter pago valores para árbitros para “influenciar resultados” na temporada de 2013 da K-League, inclusive ano do terceiro título da liga do Jeonbuk. Com a condenação o clube foi automaticamente acusado de estar indiretamente envolvido em manipulação de resultados. Um regime de tolerância zero foi adotado pela Confederação Asiática de Futebol (AFC) devido a um caso do time do Camboja que teve sua punição por causa da falta de critério da confederação mor do continente, assim foi criada um Corpo de Controle independente que nos de 2017 até 2020 será responsável por julgar ações ilícitas ou suspeitas com tolerância zero.

A punição…

Com isso, um novo regulamento de punições foi feito e o item 11.8 selou o a punição e o destino dos atuais campeões asiáticos. “Se, com base em todas as circunstâncias factuais e informações disponíveis à AFC. Conclui-se com satisfação que um clube esteve direta e/ou indiretamente envolvido … em qualquer atividade destinada a organizar ou influenciar o resultado de um jogo nível A nacional ou internacional, tal clube será declarado não elegível para participar em competições da AFC. ”

Assim sendo a equipe que apesar de punida em nove pontos no campeonato local acabou como vice campeão foi excluída de qualquer competição continental do ano de 2017.

O que acontece…

O Jeju United terceiro colocado da K-League de 2016 ao invés de disputar a fase preliminar herdará a vaga do Jeonbuk no Grupo H e o Ulsan Hyundai que terminou em quarto vai pra a fase preliminar que seria disputada pelo Jeju.

Apelação…

Quando todo o destino parecia selado, o Jeonbuk entrou nessa sexta feira (27) com uma ação no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), em Lausanne, na Suíça, para tentar anular a punição e reaver a sua vaga na competição continental.

 

Resta saber os próximos capítulos que devem ser os finais desse caso.

%d blogueiros gostam disto: