HOSPÍCIO #95 – Reverências ao único bicampeão mundial das Américas

A FIFA reiterou: clubes que foram campeões mundiais serão considerados apenas a partir de 2000. E, ao contrário do que possa parecer, demonstrar o orgulho corinthiano com tal assunto não é provocar os rivais, e sim exaltar a grandeza do Corinthians. Esse cenário traz algo único, sublime, o Corinthians é o único clube nas Américas a ser reconhecido como bicampeão do Mundo. E isso, no Mundo, é para poucos.

 

 

2000 e 2012. Dois anos que, por conquistas de um título de importância mundial, estão nas páginas de ouro da história do Sport Club Corinthians Paulista. 2012 é incontestável, a maioria que sabe escrever e discutir sobre futebol atualmente assistiu àquele jogo contra o Chelsea, ou ouviu histórias sobre. Assim como pode ter presenciado a campanha invicta e igualmente histórica na Libertadores. O ponto de discussão, até então, contrariando a FIFA, era de que 2000 não serviria como Mundial, pois a Libertadores não havia sido conquistada. Ora, se a entidade máxima do futebol reconhece, por que a discussão? Parece tolice, má vontade ou apenas um orgulho bobo de não querer que as palavras “O Timão é bicampeão” saiam da boca de quaisquer pessoas.

Os dois títulos mundiais do Corinthians deveriam ser motivo de apreciação nacional. Um clube brasileiro conquistou por duas vezes o Mundo. Sim, um clube brasileiro! Mas, o contrário sempre acontece. Não que o futebol tenha se iniciado em 2000, muito pelo contrário. O Corinthians existe desde 1910, e tem histórias desde essa data. O fato é que é impossível qualquer outro time de futebol ter conquistado um Mundial antes de 2000, porque o campeonato simplesmente não existia!

A não ser que a FIFA unifique os títulos pré 2000, por enquanto, o Corinthians segue, sim, sendo o maior campeão do Mundo nas Américas, o 2º no Mundo todo (perdendo só para o Barcelona, que tem um a mais). Não cabe a frase do Zagalo aqui “vocês vão ter que me engolir”, porque todos os que convivem e vivem do futebol já engolem o Corinthians e os conthianos há muito tempo. E terão que seguir dessa maneira por muito e muito tempo.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: