O que falta para o futebol italiano ressurgir?

Com certeza, ao ler o titulo dessa matéria, você já deve ter chegado a uma pequena resposta para os problemas que o futebol italiano vem enfrentando nos últimos anos. Mas será que apenas a falta de jogadores de peso, tem sido o motivo principal para o declínio da Liga Calcio? Pensando nisso, fomos em busca de informações que trouxessem a tona, os fatos que aconteceram, e informações sobre como está a realidade do futebol da terra da bota.

Desde a década de 1960, a liga italiana já era considerada uma das principais da Europa. Isso se deu conta, pelos títulos conquistados pelo Milan, sendo 2 Champions League, 1 Recopa Europeia e 1 mundial de clubes. Além do Rossonero, a Internazionale, que tinha á frente Helenio Herrera, que ficou conhecido por demonstrar grande conhecimento tático, nas equipes onde passou. Na inter, conquistou 2 Champions, 3 Calcios, 1 Copa/SuperCopa europeia.

A partir dos anos 80, a Itália viveu seu momento de ápice, com sua seleção conquistando a Copa do Mundo de 1982 na Espanha, e com isso, atraindo diversos jogadores que se destacaram por suas seleções, que foram juntamente com a Azurra, para a terra da bota. Podemos citar o Napoli de Maradona e Careca, a Roma de Falcão e Toninho Cerezo, a Juventus de Platini e depois de Baggio, entre outros.

A decadência do futebol italiano começou a aparecer, em meados nos anos 2000. A globalização do futebol, fez com que o Calcio fosse perdendo espaço na mídia, não detendo mais tanto poder, agora, o campeonato disputava junto á Premier League, em busca de franquias e novos patamares no futebol. Disputa essa, que com o passar dos anos, foi acabando, e caindo na situação que está hoje.

O diretor geral da Juventus, Luciano Moggi, nos tribunais italianos

O começo do desastre é em 2006. O Calciopoli, gigante polêmica de corrupção que ocorreu na liga italiana foi o estopim para
essa decadência. Essa polêmica é a seguinte: em 2006, o jornal Gazzetta Dello Sport publicou como manchete escutas telefônicas ilegais do diretor-geral da Juventus, Luciano Moggi, reclamando da arbitragem em uma derrota do time de Turim. Após isso, mais escutas foram divulgadas e se formou uma avalanche de polêmicas na Itália. Depois de muita história e julgamentos por jogos manipulados, o julgamento final ficou em: Fiorentina perderia 15 pontos, o Milan 8, e a Lazio 7, e os três permaneceriam na Serie A. Apenas a Juventus foi rebaixada e além disso começaria a Serie B com 9 pontos a menos.

 

Após o escândalo envolvendo as equipes, veio uma das maiores crises financeiras mundiais. A liga italiana, que já vinha de altos e baixos, também sofreu com essa crise, fazendo com que diversos clubes do país, não conseguiam mais ter lucro o suficiente para pagar seus estádios e jogadores, fazendo com que diversos clubes, tivessem que vender seus estádios para o governo. Além disso, os jogadores deixaram o futebol italiano, para atuar em outros campeonatos (Liga BBVA, Bundesliga, etc).

Com a queda do futebol italiano, a seleção do país também sofreu as consequências, por falta de investimentos nos jogadores do país. A maior prova disso, foi a eliminação da Itália na primeira fase da Copa do Mundo de 2014 disputada no Brasil, ao ser derrotada pelo Uruguai; sendo esse, um dos maiores vexames da equipe em mundiais. Para que se tenha uma ideia, antes do mundial, tivemos uma partida pelo campeonato italiano, entre Inter de Milão x Udinese, onde entre os 22 jogadores que disputaram a partida, nenhum deles era italiano. Fato esse que aconteceu pela primeira vez no Calcio.

Atualmente, o retrato da Série A Tim, continua o mesmo. A ganância por sempre querer mais e mais dinheiro, mas sem o investimento em atletas do país, e o não crescimento do seu futebol, fizeram com que a Itália parasse no tempo diante das outras ligas, perdendo credibilidade, a falta de torcedores nos estádios, e clubes que um dia foram conquistaram o mundo, não passando de meros coadjuvantes no cenário europeu.

 

 

 

 

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago à tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada esporte.

%d blogueiros gostam disto: