Os gringos estão dando certo no Brasil?

O futebol brasileiro, historicamente, sempre produziu muitos jogadores de qualidade e se destacou como um grande exportador de matéria-prima. Porém, em algumas oportunidades, ele precisou contar com o apoio dos gringos, uns deram certo, outros nem tanto. A grande dúvida fica por conta de: os gringos estão dando certo no Brasil?

 

Já em 2017, nos clubes da Série A, 17 jogadores estrangeiros foram contratados de maneira oficial. Estes, ainda não dá para prever se corresponderão em campo. Mas, alguns nomes como Conca (Flamengo) e Montillo (Botafogo) retornaram ao país, onde já fizeram muito sucesso. O venezuelano Guerra é o principal reforço do atual campeão brasileiro e atua pela primeira vez no país.

O meia Montillo volta ao Brasil, onde fez sucesso jogando por Cruzeiro e Santos.

Atualmente, o futebol brasileiro não possui limite para estrangeiros serem registrados no BID. Porém, apenas 5 jogadores não-conterrâneos podem ser relacionados por partida.

 

Na seleção oficial do Campeonato Brasileiro, criada em 2005 pela CBF, a presença de pelo menos um estrangeiro é comum. O ano de 2005, foi o que mais contou com gringos na seleção (Gamarra, Lugano, Petkovic e Tévez). Apenas Tévez (2005) e Conca (2010) foram os adventícios eleitos como melhor jogador do campeonato. Na última competição, o zagueiro colombiano Yerry Mina foi o único presente na lista. E por fim, o sérvio Petkovic é o mais indicado, apareceu em 2005 e 2009.

 

No último ano, vários gringos tiveram destaque no futebol brasileiro, alguns até foram protagonistas. O argentino Ábila, com seus gols, ajudou o Cruzeiro a escapar do perigo do rebaixamento. E o peruano Cueva, terminou a temporada em alta, sendo protagonista da equipe do São Paulo. Para 2017, os clubes da Série A têm 59 jogadores estrangeiros no total, apenas Atlético-GO e Ponte Preta não possuem atletas de fora do país.

 

Por muitos anos, o futebol brasileiro serviu como ponte para os sulamericanos chegarem à Europa. Jogadores como Tévez e Mascherano, tiveram passagem curta pelo Brasil e logo desembarcaram no Velho Continente. Essa cultura, não vem acontecendo na última década. Isso pode ocorrer devido ao fato do mercado europeu, buscar os jogadores direto nos países subdesenvolvidos.

 

Alguns gringos, custaram caro aos cofres dos clubes brasileiros. Listamos as 5 maiores compras de estrangeiros.

Por fim, os gringos vêm ganhando mais espaço no futebol brasileiro. Vários estão passando por aqui sem sucesso. A aposta em estrangeiros é válida, principalmente no mercado sulamericano. Países como Colômbia, Uruguai, Equador e Chile vivem, talvez, a sua melhor geração de jogadores e devem ser “pescados”, com consciência, seus bons frutos.

Linekher de Andrade

16 anos. Jogador de futebol do Anápolis FC, sub17. Goiano com orgulho. E nome inspirado no artilheiro da Copa de 1986, o inglês Gary Lineker.

%d blogueiros gostam disto: