Os prós e contras dos campeonatos regionais

Os campeonatos regionais vêm ganhando força nessa década. Mas será que eles são vantajosos ou só atrapalham? Confira abaixo os prós e contras da Primeira Liga, Copa do Nordeste e Copa Verde.

 

Primeira Liga

Os clubes descontentes com os Campeonatos Estaduais, se uniram para criar uma liga chama inicialmente de Copa Sul-Minas-Rio e que com times de outros estados mudou o nome para Primeira Liga.

 

Prós

  • Competição de nível mais alto que os campeonatos dos seus respectivos estados. Uma boa oportunidade para testar o elenco contra times das Séries A e B.
  • Mostra força e independência dos clubes em relação a CBF. É uma competição que não está incluída no calendário oficial, mas que mesmo assim ocorre.

Contras

  • Com os clubes disputando os campeonatos estaduais e a Primeira Liga no mesmo período, o calendário que já era inchado fica ainda mais.
  • Saídas do Atlético-PR e Coritiba (quem iniciou o projeto).
  • A entrada do Ceará, que por não estar classificado no seu regional, a Copa do Nordeste, entrou na competição. Totalmente deslocado.
  • Competição jogada para escanteio. Em 2016 foi mais irrelevante até que o estadual, poucos lembram do título do Fluminense.

 

Copa do Nordeste

O principal regional do país, conta com uma grande parceria nessa nova era da competição: o Esporte Interativo. A emissora que pagou 100 milhões de reais pelos direitos da Copa por 10 anos. Além de muito bem organizada, conta com um sistema muito justo de classificação.

Prós

  • Organização estilo UEFA, com sorteio de grupos em festa de gala.
  • Emissora que apoia e ajuda a elevar o nível do campeonato, com uma boa transmissão e distribuição justa de cotas.
  • Nas fases finais e decisivas, públicos e rendas altas.
  • Classificação via estadual e não por ranking.

Contras

  • Apesar de estar no calendário oficial, o clube que disputa a Copa do Nordeste e Estadual, tem pouco descanso entre uma competição e outra.
  • Com as novas mudanças na Copa Sul-Americana, o campeão da Copa do Nordeste não ganha mais a vaga para a competição internacional.
  • O campeão da Copa do Nordeste não tem sua vaga garantida para o próximo ano.

 

Copa Verde

Com início em 2014, a Copa Verde uniu as regiões Norte e Centro-Oeste para a disputa de um campeonato regional, times do Espírito Santo também ganharam espaço. Até 2016, o campeão garantia vaga na Copa Sul-Americana, agora se garante apenas nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Prós

  • Visibilidade e mais jogos aos clubes de menor expressão.
  • Transmissão para todo o Brasil. O que não é comum para os clubes dessas regiões.
  • Vaga direta nas oitavas da Copa do Brasil, assim um clube de menor poderio financeiro pode ir longe na competição de nível nacional.

Contras

  • Campeonato que se concentra mais nos clubes do Pará, as grandes potências da região.
  • Ausência de clubes do estado de Goiás que fariam frente aos paraenses.
  • Classificação por meio do ranking e não via estadual.
  • Rendas e públicos menores nas primeiras fases da competição.
  • Para os clubes de calendário cheio, mais jogos de menor importância.

Linekher de Andrade

16 anos. Jogador de futebol do Anápolis FC, sub17. Goiano com orgulho. E nome inspirado no artilheiro da Copa de 1986, o inglês Gary Lineker.

%d blogueiros gostam disto: