Turnover – A força das defesas “Bend but don’t break”

Chegando a reta final de mais uma temporada da NFL, já neste domingo teremos os dois campeões de divisão que disputarão o Superbowl XI, em Houston no dia 05 de fevereiro, esta temporada se mostrou diferente das anteriores pelo destaque efetivo dos ataques, visto que entre os quatro finalistas não temos nenhuma defesa que podemos destacar como superior a nenhum dos ataques das equipes que ainda sonham com o titulo. Sendo  assim o tema da Turnover da semana é sobre a forma que isto ocorreu, e o que essas defesas trazem de especial.

Se fizermos uma retrospectiva desde 2012 ate o ultimo superbowl, temos uma logica de que se precisa de uma defesa muito boa para vencer, foi assim com a equipes do Ravens defesa aquela comandada por Ray Lewis, que contava com Ed Reed e Terrell Suggs de destaques e brilhou nos playoffs daquele ano, em 2013 a Legion Of Boom se destacou com nomes com Sherman, Thomas, Chancellor contava também com Byron Maxwell, ainda na defesa Bob Wagner e Malcolm Smith MVP do superbowl daquele ano no massacre contra o maior ataque em questão de números da historia da NFL, 2014 foi o ano da defesa do Patriots  formada por nomes como Devin McCourty, Derrelle Revis, Jamie Collins, Dont’a Hightower, Vince Wilfork e Chandler Jones, não tinha bons números mas parou diversos adversários por causa da secundaria, e no ultimo ano a defesa dominante do broncos em todos os quesitos seja pela excelente secundaria ou o pass rush mortal.

Imagem relacionada

Neste ano não temos nenhum destaque deste tipo, no lado da AFC a defesa dos Steelers ganhou nova vida na metade da temporada com a volta de Bud Dumpree, a secundaria inexperiente sofreu um pouco durante a temporada, mas nomes como Laurence Timons e Ryan Shazier conseguiram equilibrar as coisas, talvez encontre o maior desafio da equipe nas ultimas semanas no ataque dos Patriots. A equipe de Boston por outro lado é uma incógnita a defesa possui nomes bem controversos e uma rotação de LB enorme desde a chegada de Kyle Van Noy se evidenciou isso, incluindo ao jogo Elandron Roberts, Sean McClellin e Hightower, torna uma variação de estilos diferentes será pela velocidade de Roberts a forca de McClellin a inteligência de Hightower ou ate mesmo a boa explosão e capacidade de ler o QB de Van Noy, a defesa que menos cede pontos na liga precisa melhorar ainda mais se quiser parar o trio BBB.

O Packers tem um lema claro em sua defesa parar o jogo terrestre adversário e deixar os ataques unilaterais podendo assim se preocupar apenas com Pass Rush, no qual conta com Julios Peppers, Clay Mattews, Nick Perry entre outros, sacrificando assim a secundaria na qual não conta com bons CBs, LaDerius Gunter se mostrou bastante instável e Demtrius Randall não consegue marcar um WR mais alto e Quinton Rollins persiste machucado, talvez a equipe de Winsconsin vença jogos por causa da boa dupla de Safetys Ha-Ha Clinton Dix e Morgan Bunnett.  O Falcons tem em uma dupla de calouros a base da defesa Deion Jones e Keanu Neal, sem um pass rush com grandes nomes e sem um ILB mais experiente além de não contar com seu principal CB, Dezmond Trufannt lesionado, cabe a Jalen Collins esse papel, mas a grande forca da equipe é Dan Quinn HC da equipe criador da legion of boom e uma das melhores mentes defensivas de toda NFL.

Não temos a defesa dominante em números mas temos algumas especializadas em parar ataques na redzone tomando poucos pontos, outras capazes de gerar turnovers, só que quando mais se afunila mais difícil fica parar ataques tao bons e versáteis comandado pelos melhores QB em atividade da liga.

Remisson Negreiros

Um brasileiro, louco por NFL e adora uma boa discussão, fala umas groselhas em outros sites. e no twitter @remissonplay10

%d blogueiros gostam disto: