Vem de 5: Jogadores que “viraram a casaca” no futebol brasileiro

Texto: Bianca Ramos

O futebol é um esporte maravilhoso, porém burocrático para quem vive de bola. Nessa época do ano acontece a janela de transferência de jogadores, na qual as equipes vão atrás de reforços para a temporada que está para começar. O que por um lado é bom, pois seu time pode buscar bons reforços e se tornar ainda mais competitivo, mas por outro, perder jogadores que consideramos “ídolos” é como se fosse uma traição.  Traição essa que parece castigo para os jogadores, que foram para o rival e não tiveram tanto sucesso. Confira abaixo 5 jogadores polêmicos que não deram certo no rival:

#1.  – Ricardinho – Era adorado pela torcida do Corinthians, onde chegou em 1998. Se tornou ídolo conquistando dois títulos brasileiros (98 e 99) e o primeiro Mundial de Clubes da FIFA. Após a Copa do Mundo de 2002, a torcida do alvinegro se vê traída quando o jogador acerta sua transferência para o São Paulo. Após um tempo no tricolor, volta a Itaquera em 2006 e é apontado como vilão na eliminação na Libertadores da América. Sem o clima de alegria e perseguido pelos torcedores, foi transferido para o futebol Turco.

#2. – Cafu – Em 1995, Cafu teve uma pequena passagem pelo Juventude, clube do interior do Rio Grande do Sul, mas era patrocinado pela Parmalat, multinacional que patrocinava o Palmeiras na época. O desejo da empresa era levá-lo para o alviverde, no entanto, para não pagar  multa ao São Paulo FC (que tinha uma cláusula no contrato do jogador que o impedia de jogar em outros clubes paulistas quando voltasse ao Brasil), jogou por um mês no Juventude. Mesmo assim, o São Paulo acionou a FIFA, mas não obteve o valor integral da multa, ficando apenas com R$ 1 milhão pela quebra do contrato.

#3. Roberto Carlos – Atuando pelo Palmeiras, Roberto Carlos chegou em 1993 e ajudou o clube a quebrar um jejum de 16 anos sem títulos. No mesmo ano foram 3: O Campeonato Paulista, o Torneio Rio-São Paulo e o Brasileirão. No ano seguinte, ajudou a equipe a conquistar o bicampeonato Brasileiro. Em 2009, foi anunciado como reforço do Corinthians, mas após a eliminação precoce para o Tolima na Pré-Libertadores em 2011, pediu desligamento do clube, alegando que vinha sofrendo ameaças de torcedores anônimos.

#4. Viola – Viola era provocador. Vestindo a camisa do Corinthians, construiu uma carreira de sucesso e em suas comemorações chegou até a imitar um porco quando marcou um gol na final do Campeonato Paulista de 1993, contra o Palmeiras. Mas, depois de um período fora do Brasil, Viola voltou ao país vestindo a camisa do clube alviverde. A Fiel não perdoou a traição, tanto é que não passou mais perto dos portões de Itaquera novamente.

#5. Anderson – Anderson é conhecido como o único jogador rebaixado pelos dois maiores clubes do Rio Grande do Sul. Revelado no Grêmio, marcou o gol da derrota para o Internacional por 3 a 1 em 2004, mas não salvou o tricolor gaúcho do rebaixamento no mesmo ano. Já no Internacional, o jogador causou diversas polêmicas, chegando até a dar um soco em seu companheiro William e sendo rebaixado com a equipe colorada em 2016.

Estes são só alguns nomes, as transferências para rivais dentro do futebol se tornou cada vez mais comum dentro do mercado futebolístico, uma vez que o esporte virou mais questão de dinheiro que de amor à camisa.

%d blogueiros gostam disto: