Wild Card Round – Day 1

Os playoffs da NFL tiveram início neste sábado, o embate pela rodada do wild card ficou por conta de Oakland Raiders @ Houston Texans, e pela noite Detroit Lions @ Seattle Seahawks.  

Oakland Raiders 14 @ 27 Houston Texans

No primeiro jogo da rodada, o Raiders e os Texans se enfrentaram no NRG Stadium, casa dos vencedores da divisão AFC South, e que por ventura será o local onde acontecerá o Super Bowl 51. O confronto não reservava grandes favoritos, enquanto os Raiders perderam sua grande estrela por lesão, o quarterback Derek Carr, os Texans enfrentava um dilema para escalar o seu quarterback titular. Tom Savage, que conquistou a vaga nos últimos jogos sofreu uma lesão, restou ao contestado e milionário Brock Osweiler comandar as ofensivas de Houston. Do outro lado, com a ausência de Carr, e a contusão do reserva imediato no último jogo da temporada regular, os Raiders tiveram que apostar em seu 3º quarterback, Connor Cook, calouro de Michigan State para fazer frente à boa defesa dos Texans, convenhamos receita do insucesso.

A partida começou quente para os Texanos, com pouco mais de 6 minutos o placar já apontava 10 a 0 para os donos da casa, auxiliados por um erro do quarterback Connor Cook, que tentou um passe curto para Latavius Murray, em que o defensor de Houston Jadeveon Clowney fez a leitura correta da jogada e interceptou o quarterback, na linha de 10 jardas. Só restou aos Texans, terminar o trabalho pelo chão e anotar o touchdown. Ainda no primeiro quarto, as boas corridas do running back Latavius Murray, colocaram os Raiders de volta ao jogo, com corridas de 18, 6, 5 jardas, o jogador conduziu seu time à endzone adversária, 10 a 7 para Houston.

Segundo quarto à diante só vimos um monólogo, apesar da limitação técnica de Brock Osweiler, o Houston Texans conseguiram pontuar em suas campanhas. Já os visitantes, não ameaçavam qualquer reação, falta de precisão nos passes de Cook e drops dos recebedores, foram as ações mais vistas dos Raiders. No final do segundo quarto, conexão Osweiler-Hopkins na red zone e touchdown para os Texans, até então 20 a 7 para o time da casa.

Na volta dos vestiários pouca coisa mudou, na verdade as coisas melhoraram ainda mais para o Houston Texans, a defesa voltou mais agressiva, oferecendo menos tempo para o trabalho de Connor Cook. O linebacker Whitney Mercilus assombrou o quarterback adversário, conseguindo dois sacks só no terceiro quarto. No último tempo da partida, Osweiler iniciou o quarto marcando um TD correndo na linha de 1 jarda. 27 a 7 para o time da casa, apesar de esboçar reação, os Raiders não foram páreos para a defesa dos Texans, chegaram entrar na endzone adversária através do passe de 8 jardas para Holmes, mas a iniciativa desesperada só acumulou mais duas interceptações de Connor Cook. Resumo, vitória tranquila do Houston Texans em casa.

A queda no Wild Card vem com um gosto amargo para os Raiders, um dos melhores times da temporada viu todo seu o hype cair por terra com a lesão de Derek Carr, só resta agora continuar o bom trabalho na próxima temporada. Enquanto isso, os Texans aguardam a rodada deste domingo para saber se enfrentarão New England Patriots ou Kansas City Chiefs na próxima semana.

Detroit Lions 6 @ 26 Seattle Seahawks

Ao contrário do primeiro jogo do dia, o confronto entre Lions e Seahawks tinha um grande favorito. O time de Russell Wilson e companhia, jogava no Century Link Field, um dos palcos mais barulhentos e intimidadores de toda NFL. Junte-se à isso ao forte time dos Seahawks com Wilson, Sherman, Chancellor, Wagner, Rawls e é favoritismo na certa. Restava apenas ao quarterback Matthew Stafford, que fez uma excelente temporada, estragar toda a mística dos donos da casa.

Início de partida, e o confronto parecia equilibrado, nenhuma das equipes pontuaram no primeiro quarto, o bom trabalho das defesas prevalecia, Russel Wilson chegou a sofrer dois sacks em sequência, dos defensores Haloti Ngata e Ezekiel Ansah. Contudo, o equilíbrio das equipes terminou quando Thomas Rawls, running back de Seattle, acordou para a partida. O jogador punia o adversário pelo chão, desgastando a defesa adversária e gastando cronômetro. Após corridas de 9, 4, 4, 10, 4 jardas de Rawls, o quarterback Russell Wilson fechou a campanha com passe de 2 jardas para Paul Richardson na Endzone, touchdown dos Seahawks e quase 8 minutos de campanha. No final do quarto restou tempo para as duas equipes marcarem um field goal, os Lions foram para o vestiário perdendo de 10 a 3.

Na volta do intervalo o duelo entre defesas voltou a aparecer, com 3 campanhas longas apenas os Lions pontuaram no 3º quarto. Apesar disso, Matthew Stafford não transformava suas campanhas em touchdown, estando atrás do placar durante todo o jogo e sem poder de reação. No último tempo, as coisas mudaram para os donos da casa, o ataque voltou a funcionar e os Seahawks marcaram 16 pontos, vendo o adversário se isolar no placar, os Lions tentaram ensaiar uma reação mas foram contidos pelo pass rush de Seattle. Stafford sofreu 2 sacks com menos de 3 minutos para o final do jogo, perdendo por 20 pontos, o quarterback arriscou uma 4ª para 13 sem sucesso, dando números finais a partida. Vitória dos donos da casa por 26 a 6.

Os Lions se despedem dos playoffs e miram a próxima temporada, bons reforços da agência livre e no draft podem alçar Detroit à vôos maiores. Enquanto isso os Seahawks segue forte em busca do título do Super Bowl, aguardando para enfrentar Dallas Cowboys ou Atlanta Falcons, fora de casa.

Geisson Pereira Miranda

Mineiro, 21 anos. Estudante de Administração na Universidade Federal de Ouro Preto. Acompanha especialmente basquete, futebol americano, tênis e, claro, futebol.

%d blogueiros gostam disto: