CANTO DO MANTO #9 – Luto oficial pelo futebol carioca

O futebol do Rio de Janeiro já foi o mais importante do mundo e hoje agoniza, pois aos poucos órgãos responsáveis (ou irresponsáveis), que não cumprem direito suas funções, deixam bandidos fazerem o que querem pela cidade e, como sempre, o prejudicado é o torcedor de bem e os clubes, que muitas das vezes nada tem a ver. O Cantinho dos Torcedores de Vasco, Flamengo e Botafogo se une por uma mesma causa: tentar evitar o falecimento do futebol carioca.

A implantação de torcida única nos clássicos estaduais é admitir o fracasso das instituições responsáveis pela segurança nos estádios. O episódio ocorrido nos arredores do estádio Nilton Santos (Engenhão) envolvendo alguns torcedores/bandidos de Flamengo e Botafogo foi de fato lamentável. A ineficiência do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) e da Polícia Militar fica escancarada nessas situações. A confusão poderia ter sido evitada se houvesse um comprometimento maior com a segurança do verdadeiro torcedor carioca. O juiz Guilherme Schiling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio, parece que não conhece absolutamente nada sobre o esporte mais popular do mundo. Acha que a solução é acabar com a alegria do futebol do Rio de Janeiro restringindo um clássico a torcida do clube mandante.

Querem assassinar o futebol carioca! É impressionante a passividade da justiça no Brasil. É revoltoso ver os mesmos rostos de sempre envolvidos nessas confusões entre torcidas. O que acontece com eles? São vítimas da IMPUNIDADE que envergonha o povo brasileiro. Os VERDADEIROS torcedores estão sendo prejudicados por conta de pessoas que não tem senso de civilização e de órgãos como GEPE e PM que parecem não ter peito para colocar esses bandidos na cadeia. Milhares de prejudicados pela falta de competência desses órgãos públicos, que em primeiro lugar deveriam zelar pelo bem-estar da população. Mas como fazer isso se aquele bandido preso ontem já está vivendo sua vida normalmente no dia de hoje? VERGONHOSO!

Por qual motivo os tribunais de justiça, a PM e o GEPE não se unem para colocar na cadeia os envolvidos nessas brigas generalizadas? Qual o motivo da má vontade dessas instituições em ver o território do Rio de Janeiro livre desses crápulas? Que má vontade é essa? Porque as mesmas instituições insistem em prejudicar o torcedor de bem, enquanto os verdadeiros culpados andam soltos pelas ruas da cidade?

Os clubes precisam de unir contra essa tentativa de assassinato ao futebol carioca. Essa é a hora de deixarem a rivalidade de lado e costurarem uma união em prol da vivência de um dos maiores orgulhos do povo brasileiro em geral. Vamos nos unir para derrubar essa lei estúpida de torcida única. Não vai resolver os problemas de violência em estádios, ou fora deles. Muito pelo contrário. Tende a piorar, pois esses marginais seguem soltos e seguirão atormentando a vida da população carioca. Jamais teremos sossego e paz enquanto departamentos policias e judicias não tomarem uma atitude, obtiverem pulso firme e colocarem na cadeia os verdadeiros responsáveis pelos problemas vividos pela população carioca. Paz nos estádios é o que pedimos. Para isso será necessário um maior comprometimento de Ministério Público, GEPE, PM e de todos os órgãos responsáveis pelo bem-estar das pessoas.

Adversários sim, inimigos jamais! Não vamos deixar que matem o futebol do Rio de Janeiro. Não acabem com a nossa festa. Não mexam com nosso orgulho. Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo: não sejam cúmplices dessa incompetência. Eurico Miranda, Eduardo Bandeira de Mello, Pedro Abad e Carlos Eduardo Pereira: lutem pela vivência da nossa paixão, o futebol carioca! Os torcedores já estão unidos, faltam os dirigentes. A decisão é estúpida e infeliz e afeta a todos nós. Não vamos simplesmente acatar essa injustiça. Vamos nos unir! #TorcidaÚnicaNão

Lucas Farias

Carioca, 25 anos, nem um pouco jornalista, mas apaixonado por esportes, principalmente futebol. Flamengo, Tottenham, Miami Heat e New Orleans Saints.

%d blogueiros gostam disto: