Heróis e Vilões da quarta-feira

A noite de ontem, foi marcada por momentos marcantes, e também por alguns que acabaram ofuscando o brilho do espetáculo. Por conta disso, trago nessa matéria, os heróis e os vilões que entraram para a história, na noite de quarta.

Vilões

Thiago Duarte Peixoto – Arbitro de Corinthians x Palmeiras

Momento da expulsão de Gabriel. Foto: Uol

Com toda certeza, o torcedor que acompanhou o clássico paulista, também se revoltou com o que viu. Num lance em que o arbitro, estava a 8 metros de distancia do lance, onde Maycon puxou Keno, e cometeu uma falta, Thiago Duarte Peixoto, simplesmente optou por tomar a decisão sozinho, e expulsar Gabriel, que não havia sequer participado do lance da falta.

Para tentar inibir o seu erro, o arbitro acabou retirando da sumula, apos o jogo, o cartão vermelho dado ao Gabriel, e aplicando cartão amarelo a Maycon. Mesmo tentando corrigir o seu erro, depois de muita discussão, o arbitro deve tomar uma punição severa, imposta pela Federação Paulista.

Keno – Atacante do Palmeiras

Keno, foi outro personagem do ocorrido. Após sofrer a falta de Maycon, descaradamente, o atacante apontou para Gabriel, fazendo com que o arbitro tomasse a decisão de expulsar o volante do Corinthians. Após a expulsão, Keno se virou para o banco de reservas, e comemorou a expulsão, como se fosse um gol.

Após a partida, perguntado por vários repórteres sobre quem havia cometido a falta, Keno alegou que não sabia quem havia feito, e não soube responder o porque, de ter apontado para Gabriel como o responsável pela inflação.

Heróis

Jô – Atacante do Corinthians

Jô comemora gol, apos ter saído do banco de reservas. Foto: Globoesporte

Mesmo tendo sido prometido por Fabio Carille, que entraria como titular contra o Palmeiras, mas iniciado a partida como reserva, o atacante não se deixou levar por detalhes, e marcou o gol da vitoria corintiana, tendo dado apenas dois toques, antes de empurrar a bola para as redes.

Perguntado após o gol, se durante a semana, houve algum desentendimento entre ele e a comissão técnica, Jô, respondeu que o clima dentro da equipe, era o melhor possível, e que sempre troca ideias com o atacante Kazim, que assumiu o seu posto, como titular no clássico.

Gatito Fernandez – Goleiro do Botafogo

O goleiro paraguaio do Botafogo, havia começado a temporada como titular da equipe, mas depois de algumas atuações de Helton Leite, Gatito foi para o banco de reservas. Quis o destino, que ele viesse a brilhar, justamente quando a equipe precisou dele. Helton, sofreu uma lesao na partida de ontem contra o Olimpia, no Paraguai.

Gatito, entrou no decorrer do jogo, e levou um gol de Montenegro, fazendo com que a partida fosse para as penalidades. Nas cobranças, o arqueiro botafoguense defendeu 3 cobranças, que decretaram a classificação do alvinegro para a fase de Grupos da Libertadores da America.

Após as cobranças, Gatito saiu correndo em direção a Helton, e dedicou as defesas a ele, que no momento, não conseguiu sequer andar, por conta da lesão.

 

 

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago á tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada tipo de situação.

%d blogueiros gostam disto: