MOSTRA TEU VALOR #24 – É hora de fazer valer a Fábrica de Talentos

O Vitória adotou para si próprio o apelido de “Fábrica de Talentos”. Esse nome vem da capacidade do clube em formar grandes atletas, que brilham não somente no Brasil, mas também no exterior. Exemplos recentes podemos citar David Luiz, Hulk, Elkeson, Gabriel Paulista, entre outros tantos.

Porém, algo vem me incomodando bastante. Onde estão as joias da base? Por que o Vitória não consegue mais revelar um grande talento? Ou então, por que os garotos da base ganham poucas chances no time principal?

Em 2017 a história pode mudar. Temos, ao menos, três garotos que saem na frente e podem vir a render frutos na temporada. O primeiro deles é o goleiro Caíque. Convocado para as seleções de base, ele é titular do Brasil no Sul-Americano sub-20. Caíque foi importante na conquista do Baianão do ano passado, sendo decisivo nos Ba-Vis, com importantes defesas. Porém, a concorrência é forte. Fernando Miguel, líder, experiente, é o atual titular. Apesar de muitas falhas, Fernando ainda tem moral e deve dificultar a chegada do garoto de apenas 19 anos à titularidade. Em minha visão, é a hora de apostar em Caíque. Testá-lo como titular no primeiro semestre, dar confiança. Vamos ver no que vai resultar.

Outro que surge como destaque esse início de temporada é o atacante David. Após ser peça constante no time no ano anterior, participando sempre dos jogos entrando na segunda etapa, David começa como titular em um ano onde o Vitória trouxe grandes reforços. Apesar de muitas vezes acabar errando jogadas, David também acerta e precisamos valorizar seu esforço. E David está tentando. Me lembra muito o início de Elkeson, apesar de achar o jogador que agora está na China com mais talento, mas tanto pelos erros e tentativas, quanto pelas cornetadas do torcedor. Torço, de verdade, para que o desfecho dessa história seja diferente.

O terceiro talento é o meia Jhemerson. Ele subiu para o time principal após chegar da Copa São Paulo. Apesar do time não ter tido boa campanha, suas atuações agradaram. Ao entrar no amistoso contra o Atlântico, mostrou talento e a torcida quer vê-lo mais tempo em campo. O menino, de história que serviria até para fazer filme, tem apenas 19 anos e pode ser a grande revelação do Vitória na temporada.

No entanto, precisamos de duas coisas muito importantes: paciência e confiança. Infelizmente a torcida do Vitória é muito corneteira com os moleques da base, criticando muito mais do que dando apoio. Essa mentalidade precisa mudar. Caíque, David, Jhemerson e outros tantos só terão a chance de brilhar se passarmos confiança a eles, além de termos paciências para relevar os erros, aplaudir os acertos.

Para que o Vitória seja realmente uma Fábrica de Talentos é preciso que todas as suas engrenagens funcionem bem e em sintonia. Torcida, diretoria, treinador, time, jogadores. Todos precisam estar em conjunto para fazer com que os talentos prometidos sejam lapidados e se tornem muito mais que promessas.


Você pode sugerir pautas, assuntos, deixar críticas e conversar comigo aqui no espaço dos comentários ou através do meu Twitter @heiderzito. Não deixe de acompanhar também o site Arena Rubro-Negra, maior portal dedicado exclusivamente à torcida do Leão da Barra e site que também faço parte.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: