VIVO ESSA PAIXÃO #5 – O pulo do Gato!

Time tricampeão da Libertadores, copeiro, torcida ferrenha, alguns jogadores renomados e jogando em casa, em um dos estádios mais difíceis do campeonato, o Defensores del Chaco. Tudo parecia estar a favor do Olimpia. Mas eis que um gato (preto e branco) decide cruzar o caminho das duas equipes. Sinal de falta de sorte? Não para o Botafogo e sua torcida mais supersticiosa do mundo!

  Antes da partida, uma dúvida pairava: “Quem defenderia o gol alvinegro em uma partida tão importante?”. Seria o filho do grande João Leite, nosso Helton Milk? Ou a cria de Gato Fernandez, o Pequeno Gato? Jair optou por Helton e mais outra surpresa. Matheus Fernandes iniciou a partida numa vaga que Lindoso costumava ocupar. Era um risco apostar em um garoto de 18 anos em uma decisão, mas nada que minimize a ousadia do nosso treinador. Deu certo, enquanto esteve em campo, Coquinho deu conta do recado. Ponto positivo para o garoto!

  O primeiro tempo foi se passando e apesar de pouca posse de bola o Colossal foi se mantendo sem sustos. Apenas uma chance de perigo, defendida com segurança por Helton. Tudo caminhava bem, até que próximo a marca de 30 minutos, Helton sente uma lesão e precisou sair. Naquele altura o ataque do Olimpia já começava a incomodar. Gatito é chamado. Jogando em seu país, contra o maior rival do seu time de criança (Cerro Porteño), entrou diferente em campo. Não estava com aquela cara de susto das outras partidas, parecia determinado.

  O gol dos paraguiaos sai em uma bobeira da defesa, mas Gatito parecia não estar nada abalado. Pelo contrário, segurava as jogadas fazendo cera. Queria as penalidades! E elas vieram. Nessa hora o coração batia mais que o Airton em 2014. Tenso! Tudo estava nas mãos do recém-chegado goleiro paraguaio. Será?

  SIM! Realmente tem coisas que só acontecem com o Botafogo! Já nas duas primeiras cobranças Gatito mostrou ser um exímio pegador de pênaltis. Camilo, Pimpão e Victor concluíram com perfeição suas cobranças. Até que veio a bola decisiva. Do outro lado o catimbeiro e briguento (porém craque), Juan Benítez, resolvido a prolongar a angústia botafoguense. Mas a noite era do nosso Little Cat! Sai Gatito, sai, sai que é sua! Botafogo na fase de grupos! Motivado e pronto para alçar voos mais altos nessa Copa Libertadores! O momento agora é de estudar (o Estudiantes) nosso próximo adversário. E DÁ-LHE FOGÃO COLOSSAL!

Por Bernardo Claro

AVALIAÇÃO INDIVIDUAL

HELTON MILK: 6.0

Boa atuação, fez uma defesa importante no primeiro tempo. Saiu lesionado, para entrada do Gamito.

MARCELO BECKENBAUER 7.0

Garoto se saiu bem na lateral, melhor que Jonas até rsrs. Levou amarelo mas conseguiu manter a calma.

CARLI 7:0

Mais uma bela atuação do xerife, não teve culpa no gol de Montenegro. Foi crucial na disputa com o Santa Cruz.

EMERSON SILVA 7:0

Incrível como nessa temporada está jogando bem melhor em relação a temporada passada. A zaga foi bem, apesar do gol.

VICTOR LUIS: 6.5

Foi razoável, soube segurar a pressão dos caras na reta final. Pouco subiu, estava focado em marcar os paraguaios.

AIRTON: 7.5

Airton é fera, joga de terno, foi fundamental sua marcação. No segundo tempo cansou e diminuiu o ritmo.

BRUNO SILVA: 7.0

Fez o que tinha que ser feito. E na raça (como sempre)! Já pode renovar o contrato, viu presidente!

CAMILO: 5.5

Jogou nada. Apagado e sem brilho, faltou aquele Camilo do ano passado. Estava isolado. Espero que melhore.

MATHEUS FERNANDES: 7.0

Que exibição do prata da casa, rapaz nem parecia ter 18 anos. Bota ele pra jogar mais, Jair! Tem futuro o garoto.

JOÃO PAULO: 6.5

Firmeza no passe e na condução. Jogou avançado, não é muito bom nessa posição, mas fez seu dever direitinho.

PIMPÃO: 6.5

Estava bem isolado. Talvez ao lado do Roger seria melhor. Esforçado, deu arrancadas. Mas foi fundamental no jogo de ida, valeu Pimpão!!

GILSON: 5.0

Partida ruim, não poderia esperar muito dele. Sua entrada até agora é uma incógnita para mim, mas beleza.

GUILHERME: 5.5

Inventou, sambou, mas a verdade é que entrou muito mal. Roger deveria ter entrado.

GAMITO FERNÁNDEZ: 9.5

Quem diria?! Com a saída do Helton o torcedor ficou com um friozinho na barriga. Mas o cara entrou para se consagrar! Surpreendeu a todos, teve um ótimo aproveitamento nas penalidades! Valeu, Gatito! Contamos com você para os próximos penais, herói!

JAIR: 6.5

A entrada do Gilson foi ridícula,muito fraco. Esqueceu de colocar o Roger, não mexeu bem, passou energias positivas para o elenco e isso fez a diferença, boa professor!!

Por Marco Eduardo

%d blogueiros gostam disto: