Backcourt NBA – RIP Jerry Krause

O mundo do basquete hoje está de luto. Jerry Krause, a mente por trás da dinastia do Chicago Bulls nos anos 90, com nada menos que seis títulos na década, faleceu hoje, aos 77 anos. Gerente-geral da equipe entre 1985 e 2003, é reconhecido pelos principais personagens da franquia como peça chave nas conquistas da equipe de Chicago. Entre as principais razões para isso estão os drafts de Scottie Pippen e Hora Grant, em 1987, a troca de Charles Oakley pelo pivô Bill Cartwright e a contratação do treinador Phil Jackson, que junto com Michael Jordan, fizeram dos Bulls uma das maiores equipes (se não a maior) de todos os tempos.

Com todo esse aparato técnico, os Bulls conseguiram o tri-campeonato consecutivo entre 91 e 93. Logo após a conquista do título, Michael Jordan anunciou a aposentadoria para jogar baseball, esporte preferido de seu pai, que havia falecido naquele ano. Krause e Phil Jackson tinham a difícil missão de manter os Bulls no topo sem o maior jogador de todos os tempos. Um ano e meio depois, Michael Jordan parou a aposentadoria para voltar ao basquete. Krause nesse meio tempo havia trazido Ron Harper e Toni Kokoc para a equipe mas sabia que precisava de mais para voltar as conquistas.

E fez movimentos geniais. Trocou Will Perdue, um role-player durante toda a carreira, por Dennis Rodman, polêmico mas com certeza um dos maiores jogadores de defesa de todos os tempos.Sem contar a troca de Stacey King por Luc Longley, pivô australiano que seria extremamente importante para a franquia. E mais três títulos vieram, incluindo uma temporada de 72 vitórias, recorde da NBA até o ano passado.

Um gênio dos “bastidores” do basquete. Assim nos despedimos de um dos maiores nomes da história da NBA.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: