Rodada UCL #10 – Segue o sonho

Em uma semana onde haviam dois jogos com placares praticamente decidido se esperava poucas emoções, sim, nesses dois a emoção foi pouca, porém foi compensando pelo ótimo Monaco X City e a história fantástica realizada pelo Leicester no King Power Stadium.

Juventus X Porto

Líder do campeonato italiano e figurinha carimbada nas quartas da Champions, a Juventus chegou ao Juventus Stadium com a vantagem de ter vencido o Porto por 2 a 0 no Estádio do Dragão, o jogo tinha tudo para ser morno e sem graça. E realmente foi, a Juve não pressionou muito, o Porto não teve grande força para buscar o resultado, e tudo ficou ainda mais tranquilo quando Maxi Pereira achou que fosse goleiro e defendeu o chute de Higuain, pênalti marcado e cartão vermelho para o defensor portista, Paulo Dybala bate e faz o primeiro e único gol da partida. Juventus classificada, 2 a 0 na ida, 1 a 0 na volta.

A Juventus deitou e rolou contra o Porto

Leicester X Sevilla

O time para o qual a palavra impossível não existe segue sonhando com um título ainda mais improvável do que a da Premier League na temporada passada, o Leicester recebeu o Sevilla no King Power Stadium buscando reverter o placar de 2 a 1 contra na ida. A atmosfera do estádio demonstrava a importância do jogo, belo mosaico na entrada das equipes e canto durante todo a partida, noite magica em Leicester que se iniciou com o zagueiro jamaicano Wes Morgan, todo desajeitado e meio sem querer empurrou para as redes e marcou o gol que já classificava o Leicester a essa altura. Mas os Foxes não se acomodaram e marcaram o 2º com Albrighton em chute no canto do goleiro. O Sevilla precisando marcar pelo menos um gol para levar a partida para a prorrogação começou a pressionar, contudo tudo ficou mais complicado quando Samir Nasri cai em provocação de Vardy e acaba expulso. O Sevilla ainda teria a oportunidade de levar para a prorrogação, contudo, N’Zonzi para em Kasper Shmeichel em pênalti discutível. O sonho do gigante Leicester segue vivo.

Um beijo para quem não acreditava no Leicester

Atletico Madrid X Bayer Leverkusen

Outro confronto com o classificado bem encaminhado, o Atletico recebeu o Bayer que precisava de um milagre para classificar e não conseguiu. O jogo não teve grandes emoções, o Leverkusen até conseguiu criar algumas chances de gol, mas em todas parou no excelente goleiro Jan Oblak, com destaque para um lance onde o esloveno realiza 3 defesas extremamente difíceis em sequência. Os colchoneros estão novamente nas quartas da Champions, tem sido figura carimbada na fase e sempre traz dificuldades, principalmente para o Barcelona.

Oblak fez defesas que beiram o impossível contra o Bayer

Monaco X Manchester City

Talvez o melhor confronto em termos gerais dessa fase, o Monaco precisava reverter um 5 a 3 sofrido na ida em Manchester, e no pré-jogo recebeu a notícia de que não teria seu centroavante e artilheiro Radamel Falcao Garcia, tudo indicava uma classificação dos Citzens. O time do principado começou a partida pressionando, e com o City apático e irreconhecível, o Monaco rapidamente abre o placar com Mbappé completando “cruzamento” de Bernardo Silva. Os monegascos continuaram em cima e fizeram o segundo com o brasileiro Fabinho também completando cruzamento e colocando no canto sem chances para Caballero. Após o intervalo a partida mudou de rumo, o Monaco decidiu recuar para tentar manter a vantagem e os Citzens acreditaram no gol e depois de várias chances desperdiçadas, marcaram com Leroy Sané após rebote de Subasic, 2 a 1 que classificava o time comandado por Guardiola. Mas a felicidade dos ingleses não duraria muito tempo, poucos minutos depois o Monaco faria o gol da classificação com Bakayoko de cabeça em cobrança de falta. Pela primeira vez na carreira de Guardiola ele não leva o seu time para as quartas da Champions, o Monaco está classificado.

Festa no principado, Guardiola não gostou

Leonardo Pereira

Estudante de jornalismo e criador de teses sem noção nos momentos vagos. Twitter: @oOutroLeo

%d blogueiros gostam disto: