SANTÁSTICO #29 – Santos e Palmeiras: O jogo em que a vitória foi do bom futebol

O jogo de ontem foi digno do clássico que já supera 100 anos de existência. Historicamente, Santos e Palmeiras quase sempre protagonizam jogos recheado de gols e emoção. Para efeito de comparação, entre 14 de março de 1959 e 12 de outubro de 1969, SANxPAL marcaram 154 gols em 44 embates, sendo que somente dois terminaram sem gols. Uma excelente média de 3,5 gols por jogo.

O jogo de ontem pode não ter deixado satisfeito aquele que enxerga apenas resultado, ignorando a riqueza conceitual que um jogo de futebol pode ter. Santos e Palmeiras não fizeram um jogo como o 7 x 3 de Outubro 1959, mas, fizeram uma partida absolutamente bem jogada e que sem sombra de dúvidas, foi a melhor apresentada em solos brasileiros até o momento.

Um jogo em que as propostas foram executadas à risca e que fez de uma partida que serve de preparação em um torneio decadente para uma longa temporada, um espetáculo, que sem duvidas, merecia mais testemunhas do que as pouco mais de oito mil que adentraram à Vila Belmiro na chuvosa noite domingo(20).

Não me incomodo em ser repetitivo ao reafirmar que o estádio Urbano Caldeira recebeu uma partida memorável e que certamente acompanhou a grandeza da história desse clássico centenário.

 

Reprodução: Cesar Greco/ AG Palmeiras/Divulgação

Deve-se ressaltar que diferente dos clássicos dos anos 60, o Santos e Palmeiras de 2017, não teve um grande número de chances criadas devido a erros defensivos ou a atuação acima da média de algum jogador em especifico. O Clássico da Saudade de 2017, foi marcado pela intensidade e fidelidade ao plano de jogo. Resultado: Um jogo de qualidade técnica e tática raro de se ver na atual realidade do futebol brasileiro.

Santos e Palmeiras só fizeram um clássico com tamanha qualidade, porque à frente dos dois times, estão técnicas sistemáticos que tem pretensões que vão além de resultados. Dorival Junior e Eduardo Baptista se preocupam com a qualidade da performance de suas respectivas equipes e é por isso que na noite de ontem tivemos dois times obedientes taticamente e com uma grande variedade na criação de jogadas. Um verdadeiro jogo de ideias que gerou equilíbrio refletido no scout da partida. Um verdadeiro jogo de alto desempenho e que só o futebol ganhou.

SCOUT SANTOS X PALMEIRAS

Posse de bola: SANTOS 54% X 46% PALMEIRAS

Chutes: 17 X 20

Chutes ao gol: 9 X 9

Chutes próximos ao gol: 5 X 7

Chutes bloqueados: 3 X 4

Chutes dentro da área: 12 X 13

Chutes de fora da área: 5 X 7

Grandes chances criadas: 1 X 0

Chute na trave: 1 X 0

Defesas do goleiro: 7 X 8

Escanteios: 9 X 6

Passes: 410 X 353

Passes precisos: 332 X 284

Passes precisos %:  81% X 80%

Impedimentos: 2 X 4

Faltas (Tiros Indiretos): 14 X 9

Cartões amarelos: 0 X 2

Duelos ganhos: 46 X 44

Disputa aéreas vencidas: 19 X 16

Andherson Oliveira

Santista, 22 anos, estudante de jornalismo e apaixonado por Futebol :)

%d blogueiros gostam disto: