Seleção Brasileira – Tite vai bem, mas ainda pode melhorar

A convocação da Seleção Brasileira para as partidas diante do Uruguai e Paraguai mostrou algumas tendências de Tite e sua comissão técnica, apenas um ano e 3 meses ante da Copa do Mundo. Ainda que o Brasil não esteja matematicamente garantido, apenas uma catástrofe esportiva tira a equipe canarinha do mundial da Rússia em 2018. Com isso, esse ano deve servir como molde e consolidação do grupo que vai chegar até a Copa.

A lista apresentou 3 grandes novidades: o goleiro Ederson,do Benfica; o meia Diego, do Flamengo; e o atacante Diego Souza, do Sport. Eles ocuparam as vagas de Muralha, do Flamengo; Lucas Lima, do Santos; e Gabriel Jesus, do Manchester City. Mais do que isso, essas trocas passaram mensagens importantes de Tite para os jogadores que postulam uma vaga na seleção.

A chegada de Ederson, que faz temporada espetacular no Benfica, deixa a impressão de que a vaga no gol está totalmente em aberto. Seja a briga pela titularidade, sejam as 3 vagas para o mundial. Alisson ainda é o titular, mas se continuar jogando pouco na Roma e não mantiver boas atuações pelo Brasil, deve não só perder a titularidade, como corre risco de nem ir à copa. No momento, enxergo a vaga de Weverton até mais próxima. Ederson tem tudo para se destacar em meio a uma ótima safra de goleiros, mas sem nenhum excepcional.

No meio, a letargia de Lucas Lima em 2016 finalmente cobrou o seu preço. O jogador fica de fora da Seleção depois de ser figura constante desde o final da era Dunga. Na contramão, Diego vem voando desde que voltou ao Brasil. Fez grande campeonato Brasileiro, e voltou voando em 2017, num Flamengo que segue invicto no ano. Se tiver uma sequência, pode ser um jogador que traz uma boa dose de experiência para um grupo jovem, fora a contribuição técnica que é bem valorosa.

No ataque, Gabriel Jesus continua sendo titular, destaque e fundamental. Mas a sua lesão abriu uma oportunidade para um jogador que nunca teve muitas chances pelo Brasil (muito por sua culpa), mas que parece viver o seu melhor momento da carreira. Diego Souza está feliz no Sport, se encontrou jogando mais a frente e tem jogado muito bem fazendo o papel de segundo atacante ou às vezes como um falso 9. Vale destacar também que Tite, ao contrário de outros treinadores, não teve medo de convocar o jogador mesmo que ele venha atuando no futebol do Nordeste. Avalio como ótima convocação, já que Diego vem de uma temporada sendo artilheiro do Brasileiro com 14 gols, além de 6 assistências.

Mas o que ainda dá para melhorar? Alguns jogadores parecem que tem uma confiança excessiva de Tite, especialmente os que já trabalharam com ele. Fágner, Gil e Paulinho, ao meu ver, já poderiam ter dado lugar a outros atletas que vivem melhor fase. Mariano, do Sevilla, e Fabinho, do Mônaco, por exemplo, seriam melhores opções para a lateral direita. Na zaga, nomes como Jemerson, David Luiz (sim, o David vem jogando demais no Chelsea, ainda que em outro esquema) e Rodrigo Caio pedem passagem. Na posição do Paulinho é que ainda existe uma certa carência, porém, jogadores como Walace, ex-Grêmio e Willian Arão, do Fla, poderiam ocupar tranquilamente a vaga com muito mais qualidade.

Em linhas gerais, Tite vem mantendo a base, principalmente se levarmos em consideração o que os jogadores podem desempenhar taticamente as funções do esquema da seleção (uma variação entre o 4-1-4-1 e o 4-3-3). Mas ainda existe muito espaço para melhoras, aperfeiçoamento. Seja nos nomes, seja em variações de esquemas de jogo, que já vimos ser fundamental em outras Copas do Mundo.

Confira os convocados:

GOLEIROS: Alisson (Roma), Weverton (Atlético-PR) e Ederson (Benfica)

ZAGUEIROS: Gil (Shandong Ludeng), Thiago Silva (PSG), Marquinhos (PSG) e Miranda (Inter de Milão)

LATERAIS: Daniel Alves (Juventus), Fágner (Corinthians), Marcelo (Real Madrid) e Filipe Luís (Atlético de Madrid)

MEIO-CAMPO: Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Paulinho (Shandong Ludeng), Giuliano (Zenit), Diego (Flamengo), William (Chelsea), Renato Augusto (Beijing Guoan) e Philipe Coutinho (Liverpool)

ATACANTES: Neymar (Barcelona), Douglas Costa (Bayern de Munique), Roberto Firmino (Liverpool), Diego Souza (Sport)

%d blogueiros gostam disto: