De Bate-Pronto: Jogo defensivo não é anti-jogo

Criticar os times que jogam de forma defensiva já virou algo “cool”. O que fariam os “jornalistas” se a pauta não fosse maldizer os times que jogam num padrão de jogo defensivo? O jogo retrancado não é anti-jogo. E muitos times jogam assim, mas os comentários não são uniformes para todos.

O jogo defensivo incomoda muita gente. O jogo retrancado incomoda muito, muito mais. Times que jogam sem a posse de bola, com o time lá trás, reagindo ao adversário, são amplamente criticados. O que não é justo. Jogam o futebol na mesma maneira. E, se ganham com esse estilo, é porque fazem o trabalho bem feito. Claro que o 1×0 não é o placar preferido da maioria, mas se o time se propõe a isso e ganha assim, não é problema.

Padrões de jogos defensivos não é anti-jogo. Assim como o jogo equilibrado e ofensivo, é um jeito de jogar. Seria anti-jogo se o time defensivo fosse também agressivo. Fizesse catimba. Mas, a maioria, não é assim. E aos que se doem por isso, cabe apenas aceitar que o 1×0 dá os três pontos da mesma forma que o 5×0.

Vários times no Mundo jogam dessa maneira. E, nem sempre, são times pequenos, que precisam esperar o adversário grande e jogar por uma bola. É moda, hoje, jogar sem a posse de bola, ao contrário do que se pensava pouco tempo atrás. Portanto, se um time joga sem a posse de bola, ele tem que se defender do time está com ela. Mas, são dois pesos e duas medidas. A Juve, na Itália, joga assim. E, para os jornalistas brasileiros, é um estilo de jogo interessante, inteligente. Viva a Juve! Viva o futebol europeu! Os mesmos times que jogam dessa maneira no Brasil ou na América do Sul são covardes, praticam anti-jogo. 7×1 foi pouco! O futebol brasileiro está acabando! O futebol sul americano é fraco!

Nem anti-jogo, nem covardia. Jogar de forma defensiva é só uma das maneiras de jogar. Se um time ganha dessa forma, é porque treinou, é porque faz em campo o que se propôs a fazer, igualmente aquele que joga de forma ofensiva. E o choro é, sempre, livre.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: