Diário de um treinador #1 – Estreia na Copa dos Comerciários com goleada adversária

Olá, amigos! Para os que caíram de pára-quedas aqui, me chamo Rafik, sou treinador das equipes de futsal e futebol do Celtic FC – Belo Campo. Nessa série, contarei um pouco de minha experiência como técnico durante o dia a dia de nossa equipe. Somos um time amador da cidade  com média de idade entre 17 e 23 anos. Temos apenas 4 meses de convivência como equipe, mas temos a união de um grupo que nos faz sonhar mais alto, a cada dia que passa.

Já vinhamos de 7 partidas de futsal disputadas, sendo duas por torneios e 5 por amistosos. Conseguimos 5 vitórias, e estávamos preparados para uma competição. Ontem (sábado), fizemos nossa estreia na Copa dos Comerciários, representando o Açougue do Xuxa, que junto ao União Construções nos ajudaram a bancar a inscrição na competição.

Estava tudo nos conformes! Jogaríamos a primeira partida às 19:30. Combinei de chegarmos 30 minutos antes do início, para termos um diálogo e logo em seguida fazer o aquecimento. Acabei esquecendo o uniforme de um dos atletas, e sai correndo como um louco para buscá-lo em casa. Minha sorte, foi ter conseguido carona com Tarcísio (Atleta), que me levou até minha casa.

Às 19:13 começou a preleção. Todos focados e concentrados nas informações que eu tinha para passar sobre a equipe adversária. Fizemos nosso grito de guerra, e fomos para a batalha, enfrentar uma das equipes mais fortes da competição; Cilé &  Cia, que contava com dois atletas da seleção de Belo Campo no elenco.

Começa o jogo! A partida começou equilibrada, com ambas equipes criando oportunidades de perigo. Mas, o bombardeio da equipe adversária começou pesado, obrigando nosso goleiro (Igor), a fazer grandes intervenções. Até que, numa falha de movimentação de nosso ala com o fixo, resultou em gol da equipe adversária. 1×0 no placar, estamos tranquilos ainda. Um chute despretensioso da esquerda veio com efeito e enganou nosso goleiro, quicando sobre ele e aumentando o marcador.

A vantagem já era considerável, então pedi tempo pra conversar com meus atletas. Depois disso, a marcação melhorou e não tomamos mais nenhum gol na primeira etapa.

No segundo tempo, nossa marcação acabou sendo vencida. Eles adiantaram a linha de ataque, e na maioria das vezes roubavam a bola da gente com facilidade. 3, 4×0, até que inventei de colocar um goleiro linha na metade do período final. Se funcionou? Vieram como um rolo compressor pra cima de nós, fazendo um gol por minuto. Se desistimos? Jogamos bonito do início até o final, e mesmo com erros, criamos chances de gol, finalizando 9 vezes na meta. Mas, o goleiro deles estava inspirado e não deixou passar nada, merecendo meus elogios.

No final, um 9×0 pra ser tirado como lição e aprendizado. Mesmo assim, saímos aplaudidos de quadra por em nenhum momento ter abaixado a cabeça, mesmo com o placar elástico. Na segunda rodada, enfrentaremos o Supermercado Monte Rey, que goleou o Supermercado Economiza por 7×2. Agora é levantar a cabeça e buscar um resultado positivo na próxima semana.

Até a próxima!

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago à tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada esporte.

%d blogueiros gostam disto: