Diego Souza e sua grande fase no Sport

Texto: Lucas Lima

Diego Souza destaque do Sport, com 31 anos, é um dos grandes nomes do futebol brasileiro hoje. Artilheiro do último Brasileirão ao lado de Fred, e William Pottker. Em alta, amadureceu, é sempre visto com seus filhos no CT e transformou o Sport em sua ‘casa’.

A sua influência é sentida no dia-a-dia. Em março de 2016, Diego Souza resolveu deixar o Fluminense após pouco mais de três meses. Negociou, então, em sigilo com o Sport em torno de uma semana. Com o vazamento das conversas, viu surgir o interesse de outros clubes. Decidido a voltar à Ilha do Retiro, ‘proibiu’ o seu empresário, Eduardo Uram, de ouvir qualquer outra oferta.

Em tom descontraído, ‘ameaçou’ largá-lo caso o desobedecesse”. Alguns clubes procuraram ele depois do vazamento. Houve diversas ligações para o Uram e até um ex-diretor que trabalhou com ele (N.R.: conforme apurado, Nei Pandolfo, então no Bahia) tentando convencer Diego diretamente e pagando até mais do que oferecemos. Mas ele foi muito firme e disse que só estava saindo do Fluminense para voltar ao Sport.

“Se fosse por dinheiro, ficava no Rio”. Foram 14 gols e sete assistências na Série A em 2016. Nenhum jogador foi mais decisivo no Brasileiro que Diego Souza. O meia de 31 anos recolocou o Sport no radar da seleção e foi convocado para amistoso ‘caseiro’ com a Colômbia.

Anunciado como ‘embaixador de 87’ em seu retorno ao clube, Diego Souza abraçou o papel. Ele arrebatou de vez a confiança até mesmo dos mais ressabiados ao marcar contra o Flamengo, rival histórico, em empate em 2 a 2 no Maracanã, na Série A de 2015, e reacender a controvérsia em torno da Copa União na descida para o intervalo.

Hoje o Diego coleciona titulos, e grendes times brasileiras brigam pra ter o jogador vestindo seu escudo.

%d blogueiros gostam disto: