HTE na Torcida #3 – Estádio Lomanto Jr.

Vitória da Conquista e Vitória se enfrentaram na tarde desse domingo (16), pela primeira partida da semifinal do Campeonato Baiano de 2017. O Bode vinha de classificação suada na última rodada da fase inicial, tentando bater o, até então, único invicto da competição. Já o rubro-negro da capital tentava um bom resultado fora de casa para tentar decidir a parada no jogo de volta.

A partida começou muito movimentada, com o Conquista criando as melhores chances do primeiro tempo. Com vários cruzamentos e chutes de fora da área, o Bode assustava o goleiro Fernando Miguel. O Vitória, por sua vez, não se encontrou, criou pouco, e quando criou, não dava trabalho ao goleiro Rodolfo.

Uma atração à parte na partida ficou por conta da Torcida Organizada Criptonita (TOC), que montou um belo mosaico, com as siglas ECPP – que representam Esporte Clube Primeiro Passo – nome de fundação da equipe conquistense.

Na segunda etapa, o Conquista ainda criava boas chances para abrir o placar. Até que em uma delas, aos 24 minutos, Todinho recebeu lançamento no lado esquerdo, dominou com categoria, e foi pra cima da marcação. Chutou com o pé esquerdo e mandou no angulo. Gol do Conquista! Pra delírio da torcida do Bode, o alviverde saia na frente do marcador.

Esse foi um dos melhores momentos, quando estou no Lomanto! Ver um gol do Bode, a torcida vibrando, cantando, pulando, foi simplesmente emocionante. Quando cantávamos “É por você, que eu canto até o final” caí em pranto, me contagiando com o clima da torcida.

Após o gol, o Bode ainda teve mais uma chance, desperdiçada por Dionísio, que depois de receber lançamento de Tatu, chutou em cima do goleiro rubro-negro.

O técnico Guilhermino Lima, do Vitoria da Conquista, fez uma substituição que irritou parte da torcida, quando tirou o atacante Tatu, e colocou o zagueiro Emílio, recuando o time. Consequentemente, o Vitoria partiu pra cima, tentando de todas as formas possíveis. O Leão tentava sair de Conquista ao menos com um empate.

Acho esse, o ponto crucial da partida. O Conquista tinha a vitoria nas mãos, mas deixou escapar por um erro grave do treinador. O Vitória partia pra cima, e deixava espaços para o contra ataque. Era a hora de colocar um atacante veloz, como o Rayllan, e tentar ampliar o placar.

Até que aos 49 minutos da segunda etapa, depois de cruzamento na área, André Lima testou no canto direito de Rodolfo, deixando o placar em 1×1.

A partida de volta da semifinal, acontece no próximo domingo, no estadio Manoel Barradas em Salvador. Para se classificar, o Conquista precisa de uma vitoria qualquer, ou um empate entre 2×2 ou mais gols.

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago à tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada esporte.

%d blogueiros gostam disto: