MOSTRA TEU VALOR #28 – Tudo normal em Salvador

Fala, nação!

No último domingo (9) aconteceu o primeiro clássico Ba-Vi (sarVI) de 2017 e, como esperado, o Leão da Barra saiu vencedor. Vamos analisar alguns pontos fundametais sobre a vitória do rubro-negro.

ANTES DO JOGO…

O lado de lá estava bem animado. Com uma das melhores defesas da temporada no futebol brasileiro, sem perder jogando em seu mando de campo (sempre bom ressaltar que casa eles não tem)… Até teve análise de um site de torcedor explicando porque o Ba-Vi seria tricolor… Pois é!

Também tivemos os “desinteressados”. Torcedores que, na visão deles, o clássico não valia nada. Ok, os dois já estavam classificados, as posições não mudariam. Mas, meu amigo, quero ganhar Ba-Vi até em campeonato de cuspe à distância.

O JOGO!

Como esperado, o rival começou melhor. Jogando com o apoio do torcedor, que compareceu em bom número, chegou a atacar algumas vezes, assustando Fernando Miguel. Mas o Vitória logo acordou e também chegou com perigo. Cleiton Xavier desperdiçou boa chance. Quis o destino que o próprio CX abrisse o placar, após certa confusão dentro da área.

Com o placar aberto, as falhas do time tricolor se escancararam e o Vitória tinha todos os caminhos abertos para fazer um bom placar. No finalzinho da primeira etapa, Patric cobrou escanteio e Kanu, o Kanivis, cabeceou com força para ampliar.

A essa altura do campeonato eu já estava esperando um novo 5×1 ou 7×3. E tudo se encaminhava para isso. Tiago foi expulso, justamente em minha visão, após cotovelar o rosto de André Lima.

Aí é que tudo mudou. Ao invés de atacar, matar o jogo, o Vitória se acovardou. Ou se poupou pensando na intensa maratona de jogos (espero que tenha sido isso). Mesmo com um a mais em campo, deu espaço ao rival para atacar e assustar. Em uma infelicidade de Alan Costa, que acabou fazendo gol contra, o jogo ficou em clima de tensão.

Mas assim terminou, Bahia 1×2 Vitória.

E AGORA?

Dia 27 teremos o reencontro, desta vez pela Copa do Nordeste, no Barradão. Se tudo der certo, ainda teremos mais seis Ba-Vis pela frente na temporada. Jogando o que jogou na primeira etapa, sem abdicar de ser ofensivo e consertando falhas defensivas, principalmente no lado onde atua o fraco lateral Geferson, temos tudo para coroar um 2017 de triunfos em clássicos.

Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória


Você pode sugerir pautas, assuntos, deixar críticas e conversar comigo aqui no espaço dos comentários ou através do meu Twitter @heiderzito. Não deixe de acompanhar também o site Arena Rubro-Negra, maior portal dedicado exclusivamente à torcida do Leão da Barra e site que também faço

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: