Para qual clube brasileiro Everton Ribeiro deveria voltar?

Everton Ribeiro. Craque do Brasileirão de 2013 e 2014 jogando pelo Cruzeiro. Revelado pelo Corinthians, com passagens por São Caetano e Coritiba aqui no Brasil, Everton Ribeiro pode e quer ser repatriado. Mas aí, fica a pergunta: para qual clube ele deveria voltar?

Cabe dizer que Everton Ribeiro seria titular em qualquer time do Brasil. Para responder a pergunta principal deste post, vamos considerar apenas clubes da Série A (por isso, o Internacional não constará na discussão).

Everton pode jogar como meia armador, ou como um meia-atacante propriamente dito. Caberia perfeitamente no 4-1-4-1 do Corinthians e do Palmeiras, jogando como interior (na frente do primeiro volante) ou como ponta. Em relação ao Corinthians, clube em que foi revelado, Everton poderia fazer a função que Renato Augusto fez em 2015, o que, até hoje, se procura pelos lados do Parque São Jorge, o entrave é que pode haver alguma mágoa do jogador para com a instituição, e, talvez, ele não aceitasse a voltar para o Timão. O Palmeiras, porém, tem um elenco recheado, e lotado de jogadores para a posição. Mas, como dito, Everton seria titular em qualquer clube do Brasil. O Palmeiras teria um meio-campo monstruoso, o melhor do Brasil, e talvez, das Américas. Em nome de um “fair play”, não vou colocá-lo no Verdão.

O Flamengo é o favorito, por enquanto, a contratar o jogador. Um degrau abaixo do Palmeiras, o Mengão também tem um elenco espetacular, e bons jogadores para a posição. Everton Ribeiro, no Flamengo, seria um ponta, com Diego e, por que não, Mancuello armando as jogadas. Jogaria de forma mais incisiva, partindo detrás ou das pontas. Todavia, o Flamengo, assim como o Palmeiras, também não precisa urgentemente de um jogador desse porte.

Dos outros clubes que disputam a Libertadores, Santos e Chapecoense seriam os que mais necessitam de um jogador com as características do nosso personagem principal. O Santos tem Vitor Bueno e Lucas Lima, que jogam na posição e têm características parecidas. Para a Chape, seria espetacular ter um jogador deste nível, mas a questão financeira é um empecilho, e a contratação foge da realidade. Jair Ventura já tem uma grande dor de cabeça para escalar o Fogão com Camilo e Montillo no meio, Everton Ribeiro seria mais uma – boa – dor de cabeça para o técnico, e um dos dois perderiam vaga no time, ou seriam segundo e terceiro reservas, dependendo da escolha de Jair; o Botafogo não nada no dinheiro, o salário de Montillo e Camilo são altos, e não dá para deixar um dos dois ou os dois em segundo plano. O Grêmio também já tem uma gigantesca folha salarial. Everton seria titular absoluto, numa posição carente no elenco gremista, mas seria mais um alto salário na folha do tricolor gaúcho. Felipe Gedoz é o dono da posição que Everton Ribeiro atuaria no Atlético-PR, mas meia cairia muitíssimo bem com a camisa rubro-negra. Imagina Everton Ribeiro jogando com Robinho e Fred? O jogador seria bem quisto no Galo, mas, a folha salarial também poderia ser um problema, e outros clubes necessitam mais.

Avaí, Atlético-GO, Bahia, Coritiba, Ponte Preta, Sport, Vasco e Vitória ficariam felicíssimos em contar com Everton Ribeiro. Todos precisam de um jogador assim, e Everton faria uma bela dupla com Diego Souza no Sport. Assim como a Chape, o jogador não cabe na realidade financeira de todos eles.

O Cruzeiro, um dos melhores times do Brasil na atualidade, de Thiago Neves, Arrascaeta e Rafael Sóbis não tem a necessidade da volta de Everton Ribeiro. O Fluminense precisava de um jogador com holofotes para 2017, já que o elenco não tem nenhuma estrela, e a folha salarial não é extensa.

O São Paulo, por sua vez, seria o favorito para ter Everton Ribeiro, um profissional mais experiente dentre tantos novatos que subiram da base, num meio-campo ao lado de Cueva, Thomaz e Wellington Nem. É o jogador que falta para a cadência são paulino. Daria mais equilíbrio para o tricolor, que já tem um ataque poderoso.

Respondendo a pergunta: novamente, caberia em qualquer clube do Brasil. Aposto que daria mais certo no São Paulo ou no Atlético-PR (mais no São Paulo), de acordo com todos os parâmetros citados no post. Obviamente, pode e deve ir para um time diferente, e, possivelmente, dar certo lá.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: