QUEREMOS A COPA #1 – O fazedor de gols

Desde o sorteio da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o Grêmio já sabia que seu grupo seria teoricamente o mais fraco do torneio, com Guaraní, Iquique e Zamora. A teoria se confirmou, e o grupo do tricolor é sim o mais fácil da Libertadores.

Até o momento, o Grêmio não enfrentou grandes times, com exceção do Internacional e Flamengo, jogo que o Grêmio utilizou reservas e em ambos os jogos, não houve vitória do tricolor.

Mas o assunto desta coluna é sobre Lucas Barrios. O centroavante chegou com o status de “fazedor de gols” e com muito apoio da torcida. Com 12 jogos no total, sendo cinco como titular, Barrios tem seis gols com a camisa do Grêmio,  construindo uma média de praticamente um gol a cada dois jogos.

Crédito foto: Click RBS

Partindo da ideia que o Grêmio ainda não enfrentou um grande adversário na Libertadores, o bom momento de Lucas Barrios na equipe e a necessidade de um finalizador, defendo veementemente a manutenção de Lucas Barrios como titular do time. Quero deixar claro uma coisa: A presença de Barrios entre os 11, não significa a ausência de Luan entre os titulares. Ah mas o Luan é o falso 9 e como será o esquema tático do time ? Bem, a partir das oitavas, a Libertadores é um outro campeonato e não se pode errar gols, “ou mata ou morre” – essa é a frase que melhor se encaixa nessa competição. Mas sobre a formação da equipe, Luan precisará adaptar-se em uma outra função, cabe ao técnico Renato Portaluppi treiná-lo.  Quem é o melhor finalizador do Grêmio?  Lucas Barrios ou talvez o Miller Bolaños. Dessa forma não dá para deixar um cara como o Barrios no banco de reservas. Libertadores necessita de um fazedor de gols e também de um jogador técnico, móvel e craque como o Luan.

Compreendo que a posição preferida de Luan é atuando como centroavante, flutuando próximo à área, entretanto o Luan é móvel o suficiente para atuar pelos lados, por vezes revezando posição com Miller e deixando um finalizador nato como Barrios na área.

Meu Grêmio  ideal do meio para frente tem Luan na direita, Miller Bolaños centralizado, Pedro Rocha na esquerda e Barrios na frente. Concluindo, o Grêmio precisa de um finalizador no time, é importante na fase de mata-mata da Libertadores um matador e considero um erro deixá-lo no banco.

 

%d blogueiros gostam disto: