Semifinal da Champions League: Ataque vs Defesa

REAL MADRID X ATLÉTICO DE MADRID

A esse ponto da competição é difícil designar um favorito. Mas se for pra dizer um, o Real Madrid é a maior força: atual campeão da competição, líder do campeonato espanhol e não pegou adversário fácil no mata-mata – Napoli e Bayern. Mas talvez tenha a frente seu pior adversário no sorteio: um Atletico que tem um estilo de jogo totalmente diferente dos merengues e que se conhecem muito bem.

É o sétimo ano seguido que o Real Madrid vai para a semifinal da competição. Nesse tempo, o Atletico foi apenas à duas: 13/14 e 15/16, justamente quando foi à final, contra o seu rival de Madrid. No último confronto das equipes, pelo campeonato espanhol, 1 a 1 no Santiago Bernabéu. Os merengues ainda não perderam na atual competição da Champions League. São 28 gols, equipe que mais marcou até o momento, e 15 gols sofridos. O Atleti marcou apenas 13, mas sofreu apenas 5. Quinto confronto entre as equipes na competição, e o Real se deu bem em todos.

Dessa vez, o Atletico de Madrid decidirá o confronto em casa, e terá a tarefa de primeiro segurar o adversário em seu mando, sem prever o seu jogo em casa. Por sinal, o último confronto no Vicente Calderón das equipes. Em plena Champions, uma boa homenagem.

Um bom fator pro Atleti é o Real Madrid ter tomado gol em todos os jogos em casa na competição. Cristiano Ronaldo não vive dos melhores momentos, mas foi decisivo nas últimas duas fases. São equipes que se enfrentam até com certa frequência e conhecem seus pontos fracos e fortes. Sabem a parte teórica para vencer um ao outro, e o que decidirá será a aplicação, quem tiver mais disciplina em seu jogo. O primeiro jogo será no dia 2 de maio, e volta no dia 10.

Em 2016, título em cima do Atlético

MÔNACO X JUVENTUS

Talvez o confronto mais interessante taticamente. O Juventus fez 3 a 0 em casa contra o Barcelona e foi para o Camp Nou impor seu melhor estilo defensivo, saindo da Espanha zerado em gols, contra uma das potências europeias. Nas oitavas, o Porto caiu diante dos italianos. O Mônaco foi à Alemanha e venceu o Borussia em pleno Signal Iduna Park. Na França, teria o trabalho apenas de segurar o resultado. Mas manteve seu futebol ofensivo e também venceu em seu mando. Na fase anterior, num confronto de estilos semelhantes, os franceses bateram o Manchester City em dois jogos que somaram 12 gols.

O último reencontro entre as equipes foi em 2014/15, pelas quartas de final. Em Turin, Vidal, hoje no Bayern, fez de pênalti o único gol dos dois confrontos e avançou de fase, sendo mais tarde vice-campeão.  Assim como o Real, a Juve não perdeu na competição. Sofreu apenas 2 gols e anotou 17. O Monaco marcou 21, o quinto melhor ataque até o momento, mas tomou 16.

Confronto marcado também por outra vertente: experiência x juventude. Os italianos têm muito mais vivência em grandes competições, mas os jovens do Mônaco podem dar trabalho à defesa um pouco mais velha do time de Turin. Os homens de frente do Monaco são rápidos e jovens, e isso pode ser bem favorável aos franceses. Mbappé, de 18 anos, por exemplo, tem 5 gols em quatro jogos de mata-mata. Mas enquanto esse francês vem surgindo para o futebol, Dybala já tá bem lapidado e também possui companheiros rápidos e decisivos, como Higuaín, que soma 29 gols na temporada.

Duas equipes que seguem seu esquema e mantêm seu estilo de jogo, não importa o adversário, tem tudo pra ser um bom duelo, colocar à prova suas consolidações.  O primeiro jogo será em Mônaco, no próximo dia 3. A volta será no Juventus Stadium, no dia 9.

No último confronto entre as equipes, deu Juve

Igor Paulinelly

20 anos, estudante de engenharia e natural de Currais Novos/RN. São-paulino e amante do futebol desde Brasil vs Costa Rica às 3 da manhã em 2002. Social: @igorpaulinelly

%d blogueiros gostam disto: