Wild Pitch – A magia do baseball resumida em uma partida

Muitas vezes o argumento para não se acompanhar o baseball é que ele é um jogo sem emoção, bastante monótono e onde a lógica prevalece. O jogo do último domingo (9), entre Los Angeles Angels e o Seattle Mariners, prova justamente o contrário. Uma virada de contornos épicos, na primeira semana da temporada regular (‘o baseball só tem emoção nos playoffs’ também cai por terra), mostrando que 2017 tem tudo para trazer jogos bem emocionantes.

Os Angels chegaram a 5ª vitória na temporada em 7 jogos após estarem perdendo por 9-3 no início da 9ª entrada. Foram 7 corridas consecutivas anotadas, um verdadeiro êxtase para a torcida que compareceu ao Angel stadium. A rebatida de Cliff Pennington impulsionou a corrida de Mike Trout que deu a vitória mais espetacular dos Angels desde 1986, quando a equipe conseguiu se recuperar de um déficit de 8 corridas na 9ª entrada e venceu o Detroit Tigers por 13-12. Destaque também para Albert Pujols. Ele passou duas vezes pelo bastão na entrada e acabou rebatendo um HR na sua primeira passagem. Na segunda, rebatida simples que impulsionou duas corridas que empataram a partida na mesma 9ª entrada.

Mas o intuito do texto é lembrar pra quem se esqueceu e mostrar para quem ainda não conhece, a maravilha que é o baseball. Um jogo imprevisível, onde tudo pode mudar em um arremesso. Um esporte onde a força mental é fundamental para diferenciar campeões dos derrotados. O famoso “só acaba quando termina”. Dure o tempo que for, você só vencerá um jogo de baseball se conseguir 27 eliminações de rebatedores e seu time estiver em vantagem no placar. Simples.

A partida entre Angels e Mariners caminhava para uma verdadeira surra dos visitantes sobre a equipe de LA. Ao final, venceu a equipe que teve a concentração e a força mental de buscar o resultado quando tudo parecia entregue. Para Seattle, fica a lição de que o jogo tem 9 entradas, e é preciso muita atenção na defesa em todas elas, mesmo que a partida pareça ganha. A equipe empatou a pior semana de estreia de sua história (1991 e 2004) e precisa de correções, principalmente no bullpenn, para ter alguma chance de briga pelos playoffs.

Se existe algo que a MLB proporciona é a oportunidade de se emocionar. Até novembro, quando deve terminar a série mundial, grandes duelos de arremessadores (como Justin Verlander contra Chris Sale nesta segunda), ataques possantes e grandes viradas, como a deste domingo. Não subestime a emoção que o baseball pode te oferecer!

DICAS DE JOGOS DA SEMANA – 10/04 até 16/04

A partir dessa semana, traremos 5 jogos interessantes para se acompanhar durante a semana. Vamos a eles:

Detroit Tigers x Boston Red Sox (10/04)

Para quem gosta de um bom duelo entre arremessadores, a partida de hoje será enorme. Justin Verlander e Chris Sale se enfrentam no Comerica Park, em Detroit, em um duelo tradicionalíssimo da Liga Americana. Promessa de jogo que será decidido nos detalhes.

Chicago Cubs x LA Dodgers (10/04)

Primeiro jogo dos Cubs no Wrigley Field desde a conquista da World Series em 2016. O duelo protagonizado entre Alex Wood e John Lester no montinho abre a série entre as equipes que se confrontaram nos playoffs da última temporada, com os Cubs levando a melhor. Jogão.

San Francisco Giants x Arizona Diamondbacks (12/04)

O último duelo da série de divisão que coloca os Giants, que foram aos playoffs em 2016, diante de Arizona, a equipe mais quente do baseball na primeira semana da MLB. Promessa de jogo com grande rivalidade e com os Giants tentando se recuperar na tabela sobre o rival.

Miami Marlins x New York Mets (13/04)

Os Marlins saíram do Citi Field com duas vitórias fora de casa em cima dos Mets, na primeira série entre as equipes. Agora, o arremessador Wei-Yin Chen quer manter o bom momento e garantir mais uma vitória aos Marlins, que agora jogam no Marlins Park.

New York Yankees x Saint Louis Cardinals (14/04)

Ok, as duas equipes não começaram tão bem a temporada, mas são duas das mais tradicionais franquias da MLB. Além disso, o duelo entre C.C Sabathia e Michael Watcha deve ser bem interessante. O primeiro jogo de uma série que termina no domingo, com o Sunday Night Baseball.

 

 

%d blogueiros gostam disto: