As gerações de treinadores no Brasil

O ano de 2017 no futebol brasileiro iniciou com diversas surpresas, não dentro de campo, mas sim à beira dele. Alguns grandes clubes apostaram em caras “desconhecidas” para comandar seus times. Outros, em treinadores já consagrados no país.

Já é maio e dá pra se ter uma ideia de quem vai acertando ou errando em suas apostas. Abaixo estará a lista com os números frios do aproveitamento de alguns treinadores:

  1. Cruzeiro – Mano Menezes | 29J / 19V / 7E / 3D / 73%
  2. Flamengo – Zé Ricardo | 29J / 18V / 8E / 3D / 71%
  3. Palmeiras – Eduardo Baptista | 21J / 14V / 2E / 5D / 69%
  4. Atlético-MG – Roger Machado | 26J / 16V / 5E / 5D / 67%
  5. Corinthians – Fábio Carille | 28J / 15V / 11E / 2D / 66%
  6. Palmeiras – Cuca | 3J / 2V / 0E / 1D / 66%
  7. Santos – Dorival Jr | 23J / 13V / 4E / 6D / 62%
  8. Fluminense – Abel Braga | 31J / 17V / 6E / 8D / 61%
  9. Grêmio – Renato Gaúcho | 26J / 13V / 9E / 4D / 61%
  10. Botafogo – Jair Ventura | 26J / 14V / 4E / 8D / 58%
  11. São Paulo – Rogério Ceni | 26J / 12V / 9E / 5D / 57%

 

Analisando de maneira fria, a torcida cruzeirense e flamenguista estaria bem satisfeito com seus treinadores. Mas na prática não é bem assim.

O Cruzeiro, apesar de bons números, não foi campeão estadual (o que realmente não tem tanto peso) e ainda foi eliminado na Copa Sul-Americana, a única competição internacional da equipe. Mano Menezes vem sendo bastante criticado por suas escolhas no time, como por exemplo, o centroavante Ábila ficar no banco, mesmo com excelente média de gols.

Já no Flamengo, a situação foi pior. O título estadual veio. Porém, a vaga nas oitavas da Libertadores escapou de suas mãos nos últimos 10 minutos da última rodada. Na ocasião, o técnico Zé Ricardo foi criticado pelas suas alterações que teriam colocado o time na retranca.

Outra situação bastante confusa, foi a demissão do técnico Eduardo Baptista que tinha 69% de aproveitamento no Palmeiras. Ele que teve um grande elenco, com contratações de peso, não aguentou a temporada no cargo e foi demitido.

Os que estão de bem com a torcida são Fábio Carille, Renato Gaúcho, Abel Braga e Jair Ventura. Carille com bom aproveitamento e sistema defensivo muito sólido no Corinthians. Renato Gaúcho que apesar de números não tão impressionantes, está praticamente classificado na Libertadores. Abel Braga não tem um time espetacular nas mãos, mas conseguiu fazer o time atuar bem e mesclar a base com a experiência. E o jovem Jair Ventura, aprontou das suas novamente e garantiu o Botafogo na próxima fase da Libertadores com uma rodada de antecedência.

No Santos, Dorival Jr iniciou o ano de forma muito contestada, após derrotas para clubes do interior na Vila Belmiro. Mas, agora parece ter achado o time ideal e o melhor rendimento de cada atleta. Lucas Lima voltando a jogar bem e Bruno Henrique correspondendo ao investimento são os principais destaques da equipe.

Agora é a hora de falar do mais comentado, Rogério Ceni. De todos os já citados, é sem dúvidas o menos experiente. Iniciou a temporada com um ataque avassalador, média de gols marcados nas alturas, superando até os muitos gols sofridos. Porém, o ataque parou de funcionar tão bem e a defesa continuou pecando. Isso tudo custou as eliminações nas Copas Sul-Americana e do Brasil. No momento é o mais contestado no país, por imprensa e torcedores.

O ideal é manter todos em seus cargos, dando o suporte necessário para que possam desenvolver seus trabalhos. Mas isso é um mundo ideal, do qual não existe no Brasil.

Por fim, todos vêm fazendo um trabalho promissor dentro de suas limitações. Apenas o São Paulo de Rogério Ceni parece não ter se encontrado ainda. Da nova geração, Fábio Carille vem se destacando com apenas duas derrotas no ano e o melhor desempenho fora de casa do país. E nos já consagrados, Renato Gaúcho vem surpreendendo e mostrando que não é só “futevôlei”, resgatando o bom futebol de Barrios e Bolaños e também lançando jovens promissores, como o volante Arthur. Muito foi falado em atualização após o 7 a 1 e no ano de 2017 isso foi cumprido à risca, pelo menos até aqui. Somente o final da temporada dirá quem acertou e quem errou.

Linekher de Andrade

16 anos. Jogador de futebol do Anápolis FC, sub17. Goiano com orgulho. E nome inspirado no artilheiro da Copa de 1986, o inglês Gary Lineker.

%d blogueiros gostam disto: