ESPECIAL CHAMPIONS LEAGUE – A temporada de Cristiano Ronaldo

Campeão espanhol. Finalista da Champions League. Quem olha os resultados conquistados por Cristiano Ronaldo e pelo Real Madrid não tem dúvidas de que o português teve uma temporada muito boa e é o favorito ao prêmio de melhor jogador do mundo.

Porém, não é nenhum exagero afirmarmos que o camisa 7 do time merengue e da seleção portuguesa não viveu seus melhores momentos na temporada 2016/17. O jogador, acostumado a viver fases goleadoras, teve mais dificuldade para marcar e não alcançou números tão expressivos como em anos anteriores.

A não ser que faça 10 gols contra a Juventus na final da Champions, o Português pela segunda vez não fará mais que 50 gols em uma temporada com a camisa do Real. Isso não impede, é claro, várias quebras de recordes e feitos incríveis – como os oito gols no mata-mata dessa edição da Champions League.

LEIA TAMBÉM: ESPECIAL CHAMPIONS LEAGUE – O maior confronto entre Juventus e Real Madrid

EM NÚMEROS

Foram 40 gols marcados em 45 jogos nessa temporada. Além disso, Cristiano Ronaldo também colaborou com assistências, sendo 13 no total. Ele participou de 15 gols na Champions Leagie (10 gols e 5 assistências), sendo que oito desses gols foram marcados apenas na fase mata-mata.

O que os números mostram? Que apesar de não ter sido tão goleador, Cristiano Ronaldo foi decisivo. Ele marcou nas horas certas, chamou a responsabilidade quando o Real Madrid precisou dele.

MUDANDO A CARACTERÍSTICA

Algo que já era esperado há algum tempo. Conforme o tempo vai passando, CR7 deixa cada vez mais de ser aquele jogador que atua na ponta esquerda para ser o centroavante, o que joga centralizado. Isso foi visto em vários jogos do Real Madrid. E foi nessa posição que ele melhor atuou na temporada.

LEIA TAMBÉM: ESPECIAL CHAMPIONS LEAGUE – Uma decisão com finalistas recentes

EU ESTOU AQUI

O grande momento de Cristiano Ronaldo em 2016/17 foi no mata-mata contra o Bayern e a partida de ida contra o Atlético de Madrid.. Somando as três partidas, o português marcou oito gols, sendo a peça-chave para a classificação madridista à grande final. Relembre a atuação do camisa 7 nessas três partidas.

A vida de Cristiano Ronaldo não será nada simples no dia 3 de junho. Ele encontrará pela frente o melhor goleiro do mundo, uma das melhores zagas do mundo e um time cuja defesa é o ponto mais forte. Ainda assim, o português sabe o que precisa fazer para trazer a Duodécima para Madri e disso ele entende: gols.

LEIA TAMBÉM:

ESPECIAL CHAMPIONS LEAGUE – A temporada de Buffon

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: