Na Série A não pode vacilar

Já chegamos a terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e a situação dos clubes baianos nos preocupa muito. Sobretudo porque o modelo do nosso torneio é de pontos corridos, ou seja, a cada derrota o momento tende a ficar turbulento e no futuro aquele triunfo que escapou fará muita falta quando começar os cálculos. No caso do Bahia até que a ocasião não é tão ruim, mas na próxima partida contra o lanterna Atlético Goianiense na Fonte Nova, ás 20 h de uma segunda-feira, se faz necessário uma vitoria convincente, caso contrário o bicho vai pegar. O ponto positivo tricolor é quanto ao ataque que contabiliza 7 gols marcados e ao lado de Fluminense e Grêmio tem saldo de gols a favor muito considerável.

Porém um dado preocupa bastante quanto ao time e a saída de Guto Ferreira para o Internacional. Existe vida sem Régis e “Gordiola” ?. O primeiro saiu do jogo diante do Botafogo aos 14 minutos em virtude de uma lesão na coxa direita e segue em tratamento no aguardo do resultados dos exames, o certo é que no jogo seguinte ele pode não estar disponível. Quanto ao Guto, a pergunta é em relação ao esquema tático. Após a lesão de Hernane no Ba-Vi pela Copa do Nordeste, o Bahia ganhou uma nova identidade e provou a todo mundo que pode jogar sem um jogador de referência no ataque, dando uma notoriedade maior ao setor de meio-campo formado pela dupla Régis e Allione, sem dúvidas o responsáveis pelo título do certame regional que foi conquistado na última quarta-feira (24) com 41 mil torcedores, vencendo o Sport por 1 a 0. Virá um outro profissional com uma nova filosofia de trabalho, modo de atuar e personalidade diferente, e os jogadores terão de assimilar rapidamente, tendo que minimizar a mudança brusca da forma de jogar. A paciência e o apoio do torcedor será colocada a prova.

Falando do Vitória, esse sim vive um dilema dentro e fora das quatro linhas. No campo o Leão da Barra ocupa a 18ª colocação da primeira divisão, enquanto isso nos bastidores existe uma rota de colisão entre a diretoria, conselho deliberativo e sua torcida, esta última bastante contrariada com os resultados recentes. O rubro-negro sequer balançou as redes, apenas somou 1 ponto ganho e foi derrotado em seus domínios pelo Corinthians e Coritiba, curiosamente as derrotas aconteceram na Fonte Nova, já que o Barradão passa por melhorias nas catracas. O manager Petkovic ainda não conseguiu provar sua capacidade de reverter essa situação, e não serei injusto com ele, pois na maioria dos clubes brasileiros e no Vitória não é diferente, a incapacidade da diretoria de contratar jogadores que venham agregar qualidade no elenco destroem qualquer trabalho do técnico. Sim, obviamente que toda contratação é de risco, mas analisando o rendimento de Cleiton Xavier, Paulinho, Uillian Correia , Pineda, Bruno Ramires, Geferson e Pisculichi e outros atletas com salários altos versus futebol ruim, em algum momento essa matematica inversamente proporcional não ia ser muito boa. Queremos reforços, jogadores que venham para respeitar a camisa do Vitória e fazer o que sabem : Bola na rede!

Assim como no Vitória, o seu rival Bahia ainda necessita de contratação. Mesmo com Gustavo Ferrareis e o possível acerto do meia Vínicius, é pouco e a atenção maior se concentra no setor ofensivo que peca muito nas finalizações. Dá tempo de recuperar pois tem muito campeonato pela frente, até porque a torcida deseja muito uma campanha da grandeza de nossos times.

Curtas :

Aprovei a postura de Marcelo Sant´Ana quanto a multa de rescisão de Guto Ferreira. O futebol do nordeste precisa ser valorizado e os outros clubes de nossa região devem tomar como exemplo tal feito. Quer algum profissional daqui? É simples, basta pagar e cumprir o que diz no contrato.

– Fiquei bastante chateado com o comportamento da torcida do Vitória na derrota para o Coritiba. É claro que não podemos generalizar, mas jogar cerveja nos repórteres e além disso insultar as meninas que compõem o grupo Leoas da Barra. Eles mudam o resultado? Faz o Vitória ganhar?

Lucas Cezar

Baiano, publicitário e apaixonado por futebol. Escreve todas as terças-feiras na coluna sobre futebol nacional, com ênfase em Bahia e Vitória.

%d blogueiros gostam disto: