Por onde andam: Bahia 3×2 Sport

Em 2015, Bahia e Sport duelaram pelas semifinais da Copa do Nordeste. Na ocasião, o time baiano se deu melhor, venceu o confronto e foi para a final, onde acabou sendo derrotado pelo Ceará.

Nessa quarta-feira (17), rubro-negro pernambucano e tricolor baiano voltam a se encontrar no Nordestão, agora para decidir o título. Vamos saber por onde andam os personagens daquele Bahia 3×2 Sport?

BAHIA

Douglas Pires: foi emprestado ao Fortaleza em 2016, mas voltou ao Bahia. Porém não é aproveitado pelo treinador Guto Ferreira e treina separadamente.

Tony: atualmente está jogando no Goiás. Estreou no jogo contra o Fluminense na Copa do Brasil e foi expulso.

Thales: hoje joga no CSA e é titular no clube alagoano.

Titi: um dos principais jogadores do Bahia na época, hoje defende o Kasimpasa, da Turquia.

Patric: formado na base do tricolor, o jogador deixou o clube no final de 2015. Rodou por Atlético/GO, Altos/PI e hoje defende o Audax Rio.

Bruno Paulista: uma das joias do time baiano, hoje está no Sporting, mas pode retornar ao futebol brasileiro para atuar no Vasco.

Wilson Pittoni: depois de deixar o Bahia, voltou ao Olimpia. Em 2017 se transferiu para o Guaraní/PAR.

Souza: o grande destaque daquela partida (marcou os três gols do triunfo tricolor). Hoje joga no Cerezo Osaka, do Japão.

Willians Santana: ele iniciou a temporada atuando pelo Atlético/GO, mas as fracas atuações no Campeonato Goiano fizeram com que seu contrato fosse rescindido.

Rômulo: eterna promessa da base do Bahia, Rômulo foi emprestado ao Busan IPark, da Coreia do Sul.

Maxi Biancucchi: o argentino hoje joga no Ceará, onde é reserva e tem poucos minutos de atuação.

Kieza: após se destacar no Tricolor Baiano, Kieza para o São Paulo. Porém ficou por lá apenas três meses, sendo transferido para o Vitória logo em seguida.

Léo Gamalho: depois de deixar o Bahia jogou no Avaí, no Nacional do Uruguai e hoje defende as cores do Goiás.

Zé Roberto: após empréstimos ao Mirassol e a Ponte Preta, o atacante hoje está no Criciúma.

Sérgio Soares: é o atual do treinador do Goiás.

SPORT

Magrão: segue no Sport e é o maior ídolo do Leão da Ilha na atualidade.

Vitor: joga no Santa Cruz. Na estreia da Série B acabou fraturando a tíbia e deve voltar a jogar apenas no ano que vem

Matheus Ferraz: continua no Sport.

Durval: continua no Sport.

Renê: deixou o Sport no início deste ano para defender o Flamengo.

Rodrigo Mancha: saiu do Sport no início desde ano para defender o Fortaleza

Régis: é o caso mais peculiar dessa lista. Hoje defende o Bahia e é o principal jogador do time baiano.

Neto: continua no Sport.

Danilo: se destacou no América/MG e hoje é uma opção no banco de reservas do Atlético/MG.

Diego Souza: chegou a deixar o Sport para jogar no Fluminense, mas retornou e é cada vez mais ídolo do rubro-negro.

Élber: depois do término do empréstimo, voltou ao Cruzeiro.

Felipe Azevedo: teve grande destaque na Ponte Preta e hoje defende o Chiangrai United, da Tailândia.

Samuel: após sair do Sport voltou ao Fluminense e foi novamente emprestado. No início de 2016 para a Ferroviária/SP e a partir de setembro do mesmo ano defende as cores do Hatta Club, dos Emirados Árabes.

Eduardo Baptista: depois de deixar o Sport treinou Fluminense, Ponte Preta e Palmeiras. Atualmente está sem clube.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: