Análise: confrontos dos brasileiros na taça Libertadores

A taça Libertadores da América chega às oitavas de finais. Com o sorteio, os brasileiros já sabem quais serão seus oponentes. Vamos analisar confronto a confronto.

Jorge Wilstermann e Atlético-MG será o primeiro confronto analisado. O time estrangeiro estava no grupo do Palmeiras, e deu sufoco para o alviverde. Perdeu o primeiro jogo por 1×0, com acréscimos polêmicos, e venceu o segundo por 3×2, derrota que culminou na demissão de Eduardo Baptista. Os bolivianos jogam de forma defensiva, e, como está na moda, sabe sofrer. O Atlético-MG deve ter dificuldades para jogar fora de casa, já que a atitude e o contra-ataque mortal dos bolivianos castigam bastante seus oponentes, mesmo com o Jorge perdendo alguns jogadores ao longo da campanha na Libertadores.

Palmeiras e Barcelona de Guayaquil é um jogo a ser muito esperado. Assim como o Jorge Wilstermann, o Barcelona também tem um brasileiro para ser usado como parâmetro: o Botafogo. Nos dois jogos da fase de grupos, os equatorianos conquistaram 4 pontos. Venceram o jogo no Brasil e empataram em casa, com um gol salvador no final do jogo por parte do Botafogo. O jogo do Barcelona é consistente, a defesa é o forte, e os ataques são rápidos pela lateral. O Palmeiras não vive grande fase no campeonato brasileiro, ainda não venceu fora de casa e amarga as posições próximas à zona de rebaixamento.

Já para o Grêmio, o Godoy Cruz parece ser um adversário mais suave. Os argentinos tomaram uma goleada por 4×1 no Horto, contra o Atlético-MG, na fase de grupos. Em casa, só empataram. O Grêmio está em estado de graça, colecionando vitórias dentro e fora de casa, e disputa a liderança do brasileiro.

O Nacional-URU enfrentou a Chapecoense na fase de grupos. Os uruguaios se classificaram apenas por conta da punição imposta à Chape. 3×0 foi o resultado em casa, no Uruguai, contra os brasileiros. 1×1 fora. O Botafogo deve ter dificuldades. Além do que já foi dito, o Nacional eliminou o Corinthians nas oitavas da edição passada. O Botafogo também não vem na mesma fase que estava há alguns meses. Passando, enfrenta o ganhador de Grêmio x Godoy Cruz nas quartas.

Santos e Atlético-PR é o jogo, sem dúvidas, mais aguardado da próxima fase da Liberta. No Brasileirão, já houve disputa entre os dois, e o Santos venceu por 2×0, na Arena da Baixada. Ambos times trocaram de técnicos há pouco tempo. O Atlético-PR está na última colocação do campeonato brasileiro, o que pode pesar sobre Eduardo Baptista, que disputa a Libertadores pelo segundo clube só neste ano. Levir Culpi começou da melhor forma possível, vencendo o primeiro clássico no ano pro time da Vila Belmiro. Portanto, a vaga nas quartas-de-finais deve ser decidida à muito custo nos dois jogos. Fora isso, o vencedor enfrenta o Palmeiras ou Barcelona de Guayaquil na outra fase.

 

 

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: