CLUBE DO POVO #18 – Vencer era o mais importante

Empate em casa, derrota fora, treinador demitido, eliminação na Copa do Brasil, outro empate em casa, e finalmente vitória contra o Figueirense com um time alternativo e fora de casa, sem apresentar grande futebol o mais importante foi o resultado conquistado no Orlando Scarpelli.

Cuesta abriu o placar

Com menos de uma semana de trabalho, Guto Ferreira resolveu “poupar” 6 titulares e promover jogadores que haviam sendo pouco aproveitados no elenco, exemplos de Junio e Brenner . O centroavante que viveu período de luxo no início do ano e é ainda é o artilheiro do time no ano não teve boa atuação, e pior ainda deslocava o recém contratado Wiliam Pottker para a ponta, aonde não tem grande rendimento. Junio foi bem, assim como outros jovens que foram inseridos na partida, Valdemir e Juan foram essenciais para a vitória colorada na segunda etapa, além de Diego que marcou o gol da vitória.

Faltava meio campo, Juan entrou e “arrumou” dentro do possível esse grave problema da equipe no ano, é um alento para a torcida que achava que só existia D’Alessandro com qualidade na meia cancha colocara.

Vitoria que não ilude ninguém, time não jogou bem, segue falhando defensivamente e com problemas de encontrar o melhor esquema ofensivo, porém a importância dela é absurda, para dar confiança no início de trabalho de Guto e moral para essa gurizada que entrou e mostrou serviço, serve também para pressionar os titulares a voltarem a apresentar bom futebol. Extremamente sofrido, assim como vai ser todo o ano, infelizmente para o torcedor colorado.

Com a vitória o colorado pula para a 5ª posição com 8 pontos conquistados, enquanto o Figueirense fica em 13º com 6 pontos.

Leonardo Pereira

Estudante de jornalismo e criador de teses sem noção nos momentos vagos. Twitter: @isentoever

%d blogueiros gostam disto: