De Bate-Pronto: A mudança de patamar do futebol chinês

A China é um país um tanto quanto peculiar para nós, ocidentais. Seja pela culinária, que aprecia insetos e outros animais nada comuns nas panelas brasileiras ou pelos costumes nada convencionais. A economia chinesa tem mudado ao longo dos últimos anos, e, apesar de ainda ser um país em transição (com determinações essencialmente socialistas, mas com economia aberta ao capitalista), tem grande poder econômico. Esse poder influenciou o futebol, o governo injeta grandes importâncias de dinheiros no futebol nacional. O que levou alguns grandes jogadores brasileiros para a China.

Apesar da volta de alguns jogadores, como Jadson, Geuvânio e Luis Fabiano, alguns outros se dão bem na China. É o caso de Elkeson, Paulinho, Renato Augusto e Gil (os 3 últimos na Seleção). Paulinho é o caso que faz com que enxerguemos que o futebol chinês mudou totalmente de patamar. Como se já não bastasse tirar jogadores em grande fase no Brasil, posteriormente da Europa (exemplo de Luiz Adriano e Witsel), agora a China se tornou um mercado atraente para os gigantes europeus. Paulinho confirmou que recebeu uma proposta do Barcelona. Ou seja, o Barça tem observado o futebol do ex-corinthiano jogando na China e considerou uma boa aquisição a contratação do jogador, ainda que com a baixa qualidade técnica do campeonato. Isso há 5 anos seria um absurdo falar em qualquer conversa de boteco sobre futebol.

Abre um precedente com essa negociação: outros gigantes europeus podem começar a ver o futebol na China atrás de jogadores bons e baratos. E, assim, boa parte da proposta do governo chinês para com o esporte se torna real. Agora, faltam surgir grandes talentos das bases dos times, e a Seleção chinesa ter mais evidência no cenário mundial.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: