GERAL DA MACACA #3 – Futuro promissor

Fala Macacada, tudo bem?
Os dois jogos fora de casa foram preocupantes, até o início do segundo tempo contra o Atlético em Minas.

Durante um jogo e meio, fomos abaixo do ideal para uma Série A. Tomamos gols de fora da área dos volantes do Botafogo e um contra-ataque do Galo difíceis de digerir. O segundo tempo foi um alivio e amostra do que somos capazes de fazer, e, mais importante, sem nos amedrontar. Claro que é importante assumir que dependendo do duelo, como o da 3ª rodada, o adversário é melhor, mas não se acovardar e ficar só se defendendo. Temos obrigação e time para atacar e também causar incomodo na defesa adversária.
Kleina precisa posicionar melhor nossa defesa quando estamos atacando em bolas paradas, como escanteio e faltas quando os zagueiros sobem para tentar o cabeceio. Tomar gol no contra-ataque para um time que se propos a contra-atacar é inadimissível.

Outro alívio é que acabamos sendo reforçados pelo mesmo jogador pela segunda vez no ano, já que sua saída era dada como certa rumo ao Morumbi.
Fernando Bob é da Macaca, pelo menos até o final do ano, e ontem foi o dia da confirmação do próprio jogador. Porém ele não enfrenta o São Paulo pela 4ª rodada por problemas na coxa, mesmo problema que o tirou do jogo contra o Galo.

Assim como Bob, Sheik e Cajá são as referências técnicas e a dupla, enfim, reúnem condições de jogo. Pouco provável que serão titulares, mas abre possibilidade de entrar durante a partida. Sem dúvidas, dois nomes que qualificam o time e, se estiverem a fim, podem dar muitas alegrias à torcida.

Outros atletas que dão esperança ao torcedor para o restante da temporada para um campeonato Brasileiro seguro e abre boas possibilidades de brigar por algo a mais na Sulamericana:
– João Lucas que tomou conta da lateral esquerda e vem fazendo boas partidas.
– João Vitor, que fraturou o tornozelo contra a Ferroviária no início do Paulista e está em fase de transição e retorna em breve.
– A promissora partida de Léo Artur diante do Atlético-MG no lugar de Ravanelli.
– A chegada de Luan Peres, zagueiro emprestado pelo Ituano, fez um bom Paulista pelo Red Bull.

Portanto, serei redundante, precisamos de um “MATADOR”.
A base é boa, precisamos de alguém para finalizar as jogadas e dar mais possibilidades e variações de jogo ao treinador Gilson Kleina.

Time base titular após as voltas e ainda sem o atacante de referência:
Aranha
Nino, Marllon, Kadu, João Lucas
João Vitor, Elton, Bob e Cajá
Lucca e Sheik

Time base para domingo contra o São Paulo
Aranha
Nino, Marllon, Kadu (Rodrigo) e João Lucas
Elton, Jadson (Naldo) e Wendel
Lucca, Lins e Sheik (Léo Artur)

É isso.
Saudações alvinegras!

André Gonçalves

 

 

Andre Gonçalves

Ponte Preta desde sempre! Twitter: @andre7goncalves

%d blogueiros gostam disto: