QUEREMOS A COPA #7 – Os segredos do Grêmio

Sim, Renato Portaluppi teve e tem muito mérito a respeito dessa grande fase que vive o Tricolor gaúcho, entretanto, o pontapé inicial para a fase vencedora gremista foi dado a alguns anos atrás.  O principal nome para a revolução técnica e ideológica do Grêmio chama-se Roger Machado. Claro que merece elogio quem o contratou, o grande presidente Romildo Bolzan Jr. Partindo dessa ideia, o Grêmio mudou muito após a chegada de Roger e a partir de então, uma nova fase começou a nascer.  Com a política de contenção de gastos, apostas em jovens oriundos da base e liberando medalhões com altos salários, o Grêmio iniciava sua caminhada para conquistar um título importante após 15 anos. Pensei que primeiro o tricolor venceria um estadual, para depois erguer um troféu importante, errei.

Tradicionalmente o Grêmio sempre foi um time de raça, de imposição física e bravura. Contudo, Roger de certa forma mudou isso, e para melhor. Quem vê o Grêmio jogar hoje e há duas temporadas, observa um time super técnico, com um refinado toque de bola e grande presença de dribles, até então novidade em comparação com o estilo de jogo tradicional do Grêmio.

Quero dizer que essa mudança de estilo, imposta por Roger e aderida pelo Renato foi benéfica para o clube. Lembram aquela aula de contra ataque no jogo contra o Atlético Mineiro no Mineirão pelo Campeonato Brasileiro de 2015? Aquilo é contra ataque estilo Barcelona, sem dúvida.  Afirmo com toda a certeza que foi uma das jogadas mais lindas dos últimos anos no futebol brasileiro. E ai torcedor gremista? Prefere o velho estilo tricolor de jogar com raça e não aderindo ao futebol bonito ou esse novo estilo que está dando resultado? Olha, eu respeito os dois estilos e tenho que afirmar que em ambos deu resultado, cada um em sua época.  Além disso, a grande jogada de Romildo foi apostar na gurizada e sem fazer contratações caras. Ora, quem foram os destaques do Pentacampeonato da Copa do Brasil ? Foram Luan, Pedro Rocha, Everton, Walace…e claro outros jogadores experientes como Geromel, Douglas e Marcelo Grohe.

Lucas Barrios e Luan marcaram os gols na vitória contra o Vasco por 2×0.

Além de apostar na base, o Gremio em 2015 começou a fazer uma manutenção de elenco, algo que era difícil de acontecer nesses últimos 15 anos. Hoje, talvez 30 a 40% do elenco estão juntos a pelo menos três temporadas e isso reforça ainda mais o grupo. Um dos grandes segredos é o entrosamento e a continuidade do trabalho.

Roger deixou o comando do Gremio sem conquistar título algum, entretanto deixou um legado gigante. Roger Machado, Romildo Bolzan Jr, Renato Portaluppi e claro o craque Luan ( farei um texto elogiando-o) são os ícones do retorno às glórias do Grêmio.

%d blogueiros gostam disto: