Dias melhores para o futsal brasileiro!

O ciclo de uma nova seleção brasileira rumo ao mundial de 2020, começou a ser escrito na tarde desta segunda-feira (31), em reunião realizada na subsede da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) na cidade de São Paulo. Temas como gestão, patrocínios e o anúncio da nova comissão técnica foram assuntos que estiveram presentes durante a coletiva de imprensa.

A eliminação no mundial em 2016 para o Irã, foi tida como uma surpresa e ao mesmo tempo um fiasco para a nossa seleção. A má gestão que já vinha acontecendo nos últimos anos, antes da chegada de Marcos Madeira à presidência da Confederação, a saída de PC Gusmão do comando técnico e tantos outros fatores, fizeram com que o Brasil não passasse a ser mais a principal referência mundial na modalidade.

Então, para que essa história tomasse um novo rumo, era preciso mudar, dar uma nova roupagem à seleção 7 vezes campeã do mundo. A chegada de novos patrocinadores como a Magnus Rações, I9 Life e a já patrocinadora de longa data, Penalty, estiveram presentes no evento e demonstraram muita felicidade em poder estar participando da reformulação da nossa seleção.

Para o comando técnico, a escolha foi por Marquinhos Xavier. Tido como um dos mais fundamentados e inteligentes treinadores da atual geração, Marquinhos é multicampeão, tendo sido campeão da Liga Nacional de Futsal, Taça Brasil e recentemente tendo conquistado o título da Libertadores com a Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF).

Outro papel importante para o novo ciclo da nossa seleção será feito por Falcão. Aos 40 anos, o jogador do Magnus Futsal teve grande importância para a chegada de novos patrocínios. O atleta se diz ao dispôr da comissão não só para atuar, mas para estar presente, sendo referência para os jogadores que fizerem parte dessa reformulação.

Com essa nova roupagem que se enxerga de longe, não se tem dúvidas de que estamos no caminho certo. Independente dos resultados que vierem, sabemos da competência do Marquinhos para com o seu trabalho e jogadores. A expectativa é de que os brasileiros possam voltar a apoiar a nossa seleção, que tem passado por dias difíceis, mas que com a experiência de novos profissionais à frente, poderemos voltar ao topo do futsal mundial.

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago à tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada esporte.

%d blogueiros gostam disto: