Guia PL #03 – Leicester, Liverpool, Manchester City e Manchester United

Por: Lucas Farias

Seguindo para o terceiro guia da temporada 17/18 da divisão de elite da Inglaterra, o HTE Sports vai falar de Leicester, Liverpool, Manchester City e Manchester United. Dentre os selecionados, três campeões da elite da Premier League (só os Reds não venceram a atual competição, modificada em 1991), mas todos já foram campeões ingleses. As pretensões das equipes são parecidas, tirando as do Leicester, que dificilmente aprontará como fez na temporada 2015/16. Vamos ao texto.

Leia a parte 1: Guia PL #01 – Bournemouth, Arsenal, Brighton & Hove Albion e Burnley

Leia a parte 2: Guia PL #02 – Chelsea, Crystal Palace, Everton e Huddersfield Town

Leia a parte 4: Guia PL#04 – Newcastle, Southampton, Stoke City e Swansea

Leia a parte 5: Guia PL #05 – Tottenham, Watford, West Bromwich e West Ham

LEICESTER

Depois de assombrar o mundo ao vencer a Premier League há dois anos, o Leicester “voltou ao normal” e fez uma temporada mediana no último ano, terminando em 12º lugar e por muitas vezes flertando com a Zona de Rebaixamento, mesmo com um time muito melhor que os concorrentes ao descenso. Isso, inclusive, ocasionou a demissão de Claudio Ranieri, o herói do título improvável e grande ídolo da torcida. Craig Shakespeare assumiu e ficou como técnico, salvando o time da degola com boa campanha no segundo turno.

Esse ano o time mantém as expectativas de voltar às competições europeias se fizer uma boa temporada e tem esperanças na dupla Mahrez e Vardy. Isso se ficarem no time até o fim da janela, visto que ambos são cotados para sair. Sem investimentos malucos, o clube fez contratações pontuais (sendo dois jogadores do rebaixado Hull City) e pretende contar com a base e os craques do título da temporada retrasada para tentar brilhar no Inglesão.

CHEGARAM: Iborra (Sevilla), Harry Maguire (Hull) e Jakupovic (Hull)

SAÍRAM: Zieler (Stuttgart), Wasilewski (sem clube), Wague (Granada)

Opinião do @Leicesterbra: “Os Foxes vêm para essa nova temporada com Shakespeare efetivado como técnico e com alguns rostos novos no elenco. Maguire foi contratado para ser titular, já que Huth está lesionado e já não é mais tão novo. Iborra chega para dar mais qualidade ao meio campo e na saída de bola do time. Zieler Jakupovic foi contratado para ser reserva imediato de Schmeichel. O Leicester ainda tenta fechar com a revelação Iheanacho para formar ataque com Vardy, já que Slimani vem sofrendo com várias lesões. O time é praticamente o mesmo das últimas duas temporadas e esperar uma briga por título seria surreal. O Leicester deve brigar por meio de tabela ou para se manter na PL. Tudo dependerá de como será o seu futebol: se continua no estilo Raniere, com chutão pra frente, ou se Shakespeare dará nova cara para esse time. Tudo será descoberto contra Arsenal, no dia 11”.

LIVERPOOL     

Os Reds vêm de um quarto lugar na temporada passada, na qual alternaram entre excelentes jogos, com atuações que mostravam um time postulante ao título dando show e jogos lamentáveis nos quais a equipe não criava e não conseguia resolver as jogadas, mesmo contra times que estavam na zona de rebaixamento. E foi nessa inconsistência que a temporada acabou sem títulos para Jurgen Klopp e seus comandados.

O principal objetivo do Liverpool é acabar com o jejum incômodo de títulos ingleses, que dura desde a temporada 1989/90 e por ser o único grande a não ganhar a Premier League. Porém, sendo mais realista, conseguir novamente a vaga para a Champions League seria um ótimo resultado para o time vermelho. O time se reforçou e Klopp já está bastante integrado ao time e ao campeonato, podendo fazer nesta, uma excelente temporada. Os Reds também podem focar nas Copas para tentar ganhar alguma coisa esse ano. A Champions de 2004/05 inspira e é um sonho repetir aquela noite mágica em Istambul.

CHEGARAM: Salah (Roma), Solanke (Chelsea), Robertson (Hull City)

SAÍRAM: Lucas Leiva (Lazio), Stewart (Hull City), Wisdom (Derby County) e Randall (Heart of Midlothian)

 

MANCHESTER CITY    

O Manchester City veio com tudo para essa janela de transferências, sendo o principal gastador do futebol inglês. Visando principalmente reforçar a defesa, o time gastou 228 milhões de euros em defensores top da posição e Guardiola agora terá várias opções para reforçar o calcanhar de Aquiles de seu time na última temporada. Terminando o campeonato inglês em terceiro lugar e sendo eliminado pelo Mônaco na última Champions League, o time busca nessa temporada voltar a ganhar o título da Premier League e uma participação melhor na competição europeia. É um dos favoritos esse ano para faturar os títulos nacionais.

O forte time azul de Manchester foi inconstante na última temporada, mas ao fim da temporada e nessa pré-temporada já está mostrando o estilo de Guardiola no esquema tático, com um toque de bola envolvente e ultrapassagens rápidas, além de um futebol agressivo e ofensivo. Gabriel Jesus e Sergio Aguero no comando de ataque são as esperanças de gols e conquistas para essa nova temporada. E se arrumar a “cozinha”, vai ser difícil parar um dos maiores postulantes ao título.

CHEGARAM: Mendy (Monaco), Walker (Tottenham), Bernardo Silva (Monaco), Ederson (Benfica), Douglas (Vasco), Danilo (Real Madrid);

SAÍRAM: Nolito (Sevilla), Kolarov (Roma), Zabaleta (West Ham), Clichy (Basaksehir), Caballero (Chelsea) Navas e Sagna (sem clube), Enes Ünal (Villarreal), Aaron Mooy (Huddersfield), Joe Hart (West Ham)

Opinião do @TheCitizensBR: “O time almeja o título da PL (e junto a) Champions são os objetivos principais. Pep vai usar, pelo que deu a entender, o 3-5-2 que funcionou perfeitamente na pré-temporada, com Walker, Danilo e possivelmente Mendy. Também será usado o 4-4-3 e aí os Wingers atuarão. As mudanças são imensas, eu diria que é um novo City cujo não sabemos tudo ainda, pois aproximadamente 10 jogadores deixaram o clube. Porém, o que eu posso afirmar é que a equipe está muito mais competitiva e jovem do que na última temporada”.

MANCHESTER UNITED         

O Manchester United, assim como seu rival de cidade, se reforçou com contratações caras, mas não gastou tanto quanto o rival. Perdeu o seu ídolo Wayne Rooney para o Everton, mas como já não era tão utilizado, não deve fazer tanta falta. Outra saída considerável foi a de Ibrahimovic. No entanto, a reposição também foi maravilhosa: Romelu Lukaku, o vice artilheiro da última temporada da PL, com 25 gols. Depois de uma temporada considerada fraca pela imprensa, José Mourinho ganhou 3 títulos, sendo um deles a Europa League, que os levaram para a Champions League após ter ficado de fora das duas última edições. Nada mal para uma “temporada fraca”.

A expectativa dos Red Devils é de vencer novamente a Premier League, o que não ocorre desde a saída de Sir Alex Ferguson do time, e para esse ano é um dos favoritos ao título, visto que se reforçou e repôs muito bem as perdas que teve. Provavelmente irá disputar ponto a ponto com seu rival de cidade e com o Chelsea a taça da principal divisão do país.

CHEGARAM: Lukaku (Everton), Matic (Chelsea), Lindelof (Benfica)

SAÍRAM: Rooney (Everton), Ibrahimovic (Sem clube), Januzaj (Real Sociedad)

Lucas Farias

Carioca, 25 anos, nem um pouco jornalista, mas apaixonado por esportes, principalmente futebol. Flamengo, Tottenham, Miami Heat e New Orleans Saints.

%d blogueiros gostam disto: