HOSPÍCIO #108 – Sem oba oba

13 rodadas se foram. Mais de um terço do campeonato brasileiro. O Corinthians é líder, com uma vantagem de pontos muito acima do segundo colocado. Com esse cenário, muitos já dizem que o Corinthians é campeão brasileiro.

Invicto há 27 jogos. Sem perder jogos no Brasileirão. Sequer saiu atrás do placar. Claro, é sensacional. É histórico. Melhor campanha. Causa um frisson, uma sensação que o time é imparável, que não vai perder nunca mais. O momento é ótimo, mas não é campeão. Nem está classificado pra Libertadores ainda. São 35 pontos conquistados, com 75 ainda em disputa. Ninguém é campeão, e ninguém ainda está excluído de ser campeão. Matematicamente, até o último colocado pode arrancar para o título.

O oba oba é da imprensa, e até dos rivais e adversários. Mas, ainda não tem nada garantido. É muito difícil, mas o futebol é imprevisível. O trabalho é espetacular, mas se a bola começar a bater na trave e não entrar, perdemos a invencibilidade, a liderança, o título e até a vaga para a Libertadores. Nada é impossível. E tudo o que foi feito até agora será esquecido, ou virá a ser motivo de chacota.

O corinthiano tem por raiz e essência a humildade. E o Fábio Carille é corinthiano das antigas. Com certeza, não passará o sentimento de “já ganhou” pro elenco, e não deixará que isso se estenda no CT Joaquim Grava. Calma. Temos mais 25 rodadas. O apoio não pode e não vai faltar, independentemente do resultado. E o oba oba não existe na torcida corinthiana. O campeonato não terminou.

 

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: