MOSTRA TEU VALOR #35 – Não há justiça no futebol

Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória

Ah, o futebol. Esse apaixonante esporte que nos desperta um turbilhão de sentimentos. É amor, é paixão, é felicidade, é tristeza, é irritação. Acima de tudo, não há justiça. Afinal de contas, quais surpresas teríamos se sempre acontecesse o óbvio? Se sempre o melhor time vencesse? Pois é.

Nação rubro-negra, o que vimos nesse último domingo, feriado 2 de julho, foi um Vitória jogando como nunca jogou em toda a temporada. De princípio, a escalação divulgada assustou. Sem Uillian Correia, que vinha bem nos últimos jogos, sem Neilton. Com Cleiton Xavier, extremamente criticado. Com Carlos Eduardo, recém-contratado. E deu certo.

O Vitória conseguiu atacar, marcar, criar. Mas não acertou o gol. Quando lá chegava, parava nas mãos de Jean. O goleiro do rival, que cada vez mais se torna uma figura antipática e odiada por nós, rubro-negros. Como é ruim ver esse cara brilhar em nossa casa e ainda evitar que vencêssemos. Esses três pontos seriam muito importantes, nos tirariam da zona de rebaixamento. Mas, o empate foi favorável ao rival. É, não há mesmo justiça no futebol.

Se tem algo que esse jogo nos mostrou é que dá para ser melhor do que vínhamos sendo. 9 pontos em 11 rodadas é lamentável. O cenário fica ainda mais assustador quando observamos que, jogando seis partidas em casa, vencemos apenas uma. Absurdo. Somos o pior time mandante desse Brasileirão.

Espero que daqui para frente possamos repetir a boa atuação desse sexto Ba-Vi de 2017, mas acertando melhor o pé, sendo mais competente e não dando sopa para as justiças e injustiças do futebol. Pra cima deles, Leão!

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: