O que querem de Neymar?

O grande assunto do mundo do futebol nos últimos dias foi a possível transferência de Neymar para o PSG. O jornalista Marcelo Bechler, do Esporte Interativo, noticiou o ‘sim’ de Neymar a equipe francesa, que está disposta a pagar a multa de 222 milhões de Euros para o Barcelona, além de um contrato de 10 milhões de Euros por ano em salários, além de participação em negócios da empresa do sheik que é dono do PSG (este senhor tem grana pra apagar o fogo do inferno, convenhamos).

O que se viu após essa bomba foi uma infinidade de opiniões jogadas por todos os veículos midiáticos possíveis: desde os tradicionais até os comentaristas de rede social (eu sou um deles). Seja criticando a transferência, seja elogiando a possível mudança de ares do menino Ney, o negócio é dar pitaco. Respeito todas as opiniões, mas depois de alguns dias de novela sobre a concretização ou não da transferência, me pergunto o seguinte: o que querem de Neymar?

Várias pessoas que criticavam Neymar por não ter a mesma vontade de Messi ou Cristiano Ronaldo na busca por ser o melhor, por ter o seu espaço, de não se acomodar com a posição de coadjuvante de Messi, agora criticam o jogador com alcunhas como “fominha”, “interesseiro”, “ganancioso” e “individualista”.

Eu tenho várias reticências quanto a condução da carreira de Neymar: a forma como ele saiu do Santos e foi para o Barcelona, uma blindagem exagerada pelo seu staff capitaneado pelo seu pai, que muitas vezes parece deixar o jogador fora da realidade, dando um ar de que ele estaria acima do bem e do mal. Tudo isso tem de ser pesado e provavelmente Neymar ganhará muito dinheiro e renderá muita grana para quem está ao seu redor.

Entretanto, a mudança de clube também teria um impacto esportivo gigantesco para o atacante. Pela primeira vez ele seria protagonista de um clube de expressão da Europa (sim, o PSG é uma equipe reconhecida, que chegou em nas quartas de finais da Champions por várias vezes), que está tentando montar um time que conquiste o título europeu. No papel, a equipe poderia rivalizar com qualquer outro grande clube que disputa a Champions.

Ser O cara de uma equipe é uma grande responsabilidade. Um grande desafio. Ao meu ver, é uma amostra de que Neymar não quer se acomodar e se esconder no papel de ajudar Messi a ser o melhor jogador do mundo. Ele quer mais, assim como as pessoas cobravam que ele quisesse. Então porque as críticas a possível transferência para Paris? Eu confesso que não entendo.

Neymar está unindo um ganho financeiro inimaginável com um projeto esportivo interessante. Morar numa cidade como Paris também ajuda substancialmente. Além de tudo isso, o jogador assumirá um desafio gigantesco, de tirar o PSG do quase e levar os parisienses a uma grande conquista. Quer mais responsabilidade e desejo de vencer do que esse?

Finalmente: o que querem de Neymar? Eu não sei, mas se você souber, comenta aí.

%d blogueiros gostam disto: