Os problemas das torcidas organizadas para os clubes

Quando falamos sobre futebol, logo pensamos no nosso clube do coração. Voltamos no tempo, para aquele jogo que foi perdido na bobeira  ou lembramos daquele gol praticamente feito que o atacante deixou de fazer.

Pensamentos não faltam e. mesmo com tanto erros e tropeços nos campeonatos, no jogo seguinte lá estamos nós, apoiando como se aquele jogo fosse uma final de Mundial de Clubes.

Todos sabemos que essa paixão de cada torcedor pelo seu clube e o que sustenta os próprios clubes.

Grande parte dos clubes brasileiros possuem torcidas organizadas que estão presentes em praticamente todos os jogos em seu estádio.

Vimos, quase que semanalmente, torcidas organizadas de grandes clubes brasileiros entrando em conflito com a policia, após mais um revés em casa de seu time.

Ano passado tivemos o péssimo exemplo da torcida do Internacional de Porto Alegre, que diante dos maus resultados nos jogos no Beira Rio, que culminaram para o rebaixamento da equipe para a Serie B e já neste ano, diante da falta de rendimento, fizeram com que a “torcida” depredasse parte do estádio e até carros de profissionais do clube.

Outro caso, também na segunda divisão do Campeonato Brasileiro, foi entre as torcidas de Goiás e Vila Nova. O clássico aconteceu no estádio Serra Dourada e o conflito resultou na perda de mando de campo do Vila Nova.

Existem outros casos de brigas entre torcidas rivais, brigas por conta do mau momento do time e vários outros casos que poderíamos citar.

Acredito que um dos grandes problemas paras essas brigas acontecerem, se dá pela falta de policiamento apropriado dentro dos estádios. Com o pouco número de policiais fica muito complicado conter essas brigas com mais facilidade e agilidade.

Isso ocorre também por falta de melhor preparo do clube mandante para pedir mais reforços à policia, além de em alguns casos a polícia ter o entendimento que necessita de mais ajuda aos seus homens.

Acredito que aumentando a segurança nos estádios, para que nenhum tipo de evento prejudicial à partida ocorra e a reuniões da diretoria dos clubes envolvidos com suas torcidas organizadas, sejam fundamentais para que possamos ter partidas mais tranquilas nesse quesito, o que com certeza, irá atrair mais publico.

Mas claro, de nada adiantará essas medidas, se a impunidade no Brasil ainda for fortalecida. Precisamos de maior organização nos jogos e se for necessário, medidas mais enérgicas, tantos dos clubes, quanto da polícia responsável.

Esses são os processos essenciais para que o futebol  continue sendo o esporte mais popular do Brasil e que nos traga somente diversão, alegria e paixões saudáveis por nossos clubes.

%d blogueiros gostam disto: