QUEREMOS A COPA #12 – O rei da copa

Sob indicação de Júnior Chávare, então coordenador da base do Grêmio, Pedro Rocha desembarcou em Porto Alegre em dezembro de 2014 após ser o goleador da Copa Paulista pelo Juventus-SP e inicialmente iria compor o time de transição (Sub-20) do tricolor na temporada de 2015.

O ano de 2015 já com Romildo Bolzan Jr na direção, iniciou com a política de contenção de gastos e com a convicção de apostar na base. Com poucas opções no ataque, Luiz Felipe Scolari logo escalou Pedro Rocha na equipe titular contra o Passo Fundo fora de casa e já na estreia, o atacante marcou um gol e a partir de então começou sua trajetória de destaque no Grêmio. Com Roger Machado no comando, o atacante evoluiu consideravelmente e foi um dos grandes destaques da equipe na consistente campanha no Campeonato Brasileiro que levou o clube à Libertadores da América.

Após o ótimo ano como profissional do Grêmio, Pedro Rocha iniciou 2016 como titular da equipe. Com mais confiança, o jovem foi presença frequente no time durante o Brasileirão e decisivo no Pentacampeonato da Copa do Brasil, marcando dois gols no jogo de ida da final.

Como de costume, a torcida do Grêmio é extremamente exigente, muitas vezes não entendendo o período de adaptação e transição do sub-20 para o profissional e acabam pegando no pé dos garotos da da base. Pedro Rocha sempre demonstrou ser bom jogador e é natural pela idade, que tenha alguma deficiência sobretudo na finalização. Por esse motivo, ele geralmente é muito criticado pelos torcedores e lembrado apenas pelos gols que erra e nunca pelos gols marcados.

Recentemente o Grêmio renovou o contrato do atacante e aposta muito em seu futebol. Pedro Rocha desde que chegou na maioria das vezes mostrou-se regular e presença assídua no time titular, fazendo um número razoável de gols. Além da importância tática, Pedro Rocha é um bom assistente. Em 2017, o atacante é o maior assistente do time, com 11 passes para gol.

Querendo ou não, Pedro Rocha marcou seu nome na história do Grêmio pelos gols contra o Atlético-MG e tem tudo para ser um ídolo no clube, basta a torcida ter paciência e apoiá-lo.

%d blogueiros gostam disto: