Dossiê Neymar

Por: Lucas Tinôco (@lucastinocof) e Guilherme Vechiato (@Guivechiato)

A saída de Neymar para o PSG teve vários capítulos. Teve até a recusa da federação espanhola em receber o pagamento da transferência que gira em torno de 820 milhões de Reais.

Uma das mais discutidas foi a do Fair Play Financeiro, regra utilizada pela UEFA para tentar brecar altos investimentos em transferências. As análises sobre este assunto só podem ser iniciadas após o fechamento da janela, que acontece no fim de agosto. A partir daí, o PSG poderá sofrer as consequências dessa transferência.

Este caso levanta inúmeras questões, o quanto essa mudança de clube influenciará na carreira de Neymar. Vamos tentar analisar alguns desses questionamentos.

VESTIR A CAMISA DO PSG:

Para muitos o Neymar nunca sairia do Barcelona, pois ele joga em um dos melhores times do mundo, faz parte do mais famoso trio de ataque do mundo com Messi e Suarez, tem um grande salário, visibilidade, marketing, etc. Então porque a mudança?

Não podemos ser hipócritas e não citar o valor financeiro, é lógico que isso influencia e muito na vida pessoal de cada um, mas um outro grande fator é que o Neymar será o maior nome do elenco, não dividirá os holofotes com ninguém, mesmo o time possuindo nomes como Cavani, Di Maria, Thiago Silva, etc, sabemos que tudo girará em torno do craque brasileiro.

Em sua coletiva de apresentação ele negou estas influências e afirmou que quem diz que foi por dinheiro não sabe nada da vida dele: “Dinheiro nunca foi a primeira coisa que pensei. Eu sempre penso em primeiro lugar na felicidade da minha família”, disse. Quanto ao protagonismo, ele também rechaçou e disse que a sua decisão foi por querer um novo desafio.

VALOR DA TRANSFERÊNCIA:

A cada janela somos surpreendidos pelos valores gastos pelos clubes na busca de reforços. O Fair Play Financeiro conseguiu dar uma diminuída nos ímpetos dos clubes. Mas o valor “absurdo” que o PSG irá pagar pelo Neymar (222M Euros) é mais que o dobro do que o Manchester pagou para tirar o Pogba da Juventus (105M Euros), gerando vários questionamentos.

Acredito que se esse valor vem do próprio clube, com receitas de vendas de camisa, com a verba dos jogos, marketing, não tem problema, pensando como empresa, você quer sempre crescer, e é investindo que você alcança os objetivos.

Imagina quantas camisas irão vender com o nome do Neymar nas costas, quanto aumentaria o interesse dos torcedores de irem ao estádio. Além de aumentar as chances de o time vencer títulos, que geram boas receitas também.

Foi o que afirmou Nasser Al-Khelaifi, o dono do clube: “Sobre o negócio, todo mundo fala sobre ser muito caro… Quero que você me pergunte daqui a dois anos se será muito caro. Quando você olha para o Neymar como esse projeto, tenho certeza que vamos ganhar mais dinheiro do que gastamos. É uma transferência incrível para todos” e completou com ironia: “Ontem, o clube valia 1 bilhão. Hoje vale 1,5 bilhão. Quanto você acha que vale um Neymar hoje?”.

Quanto ao fair play financeiro, o presidente tranquilizou os torcedores: “Fomos muito transparentes sobre o fair play financeiro. Estamos dentro das regras”.

JOGAR NA LIGUE 1:

O campeonato francês ainda não tem um nível alto, possui o PSG que é o rico, o time que consegue as grandes contratações e abaixo, Mônaco, Lyon, Marseille, Lille e Nice que cresceram na última temporada, pois tiveram um investimento maior. Todas as outras equipes possuem baixos orçamentos, investem na base, e acabam não conseguindo assustar os times de cima.

No entanto, o nível do “francesão” aumentou nas últimas duas temporadas. A verdade é que Neymar deve atrair ainda mais olhares dos fãs do futebol para a liga do país. É uma bola de neve. O PSG fica mais forte, o clube vence a UCL, aumenta-se os olhos pra Ligue 1, mais dinheiro, mais patrocínio e clubes com mais renda. Basta a federação ter bons gestores.

Já o campeonato espanhol também possui times com baixos orçamentos, mas os times de cima sempre tentam atrapalhar os caminhos de Real Madrid e Barcelona, além de sempre aparecerem bem nos campeonatos europeus, como, Atlético de Madrid, Sevilla.

Temos times de peso que irão tentar ter temporadas melhores neste ano, como Valencia, Betis, Villareal, La Coruña, Celta e Athletic Bilbao.

Neymar pode se destacar ainda mais no cenário, e será cobrado por isso, pois, jogando em um campeonato teoricamente mais fraco, ele terá que mostrar resultados altos. Lembrando que o PSG não conseguiu levantar a taça no ano passado, sendo surpreendido pelo bom time do Mônaco.

Na terra onde Ibrahimovic reinou recentemente, o craque brasileiro terá a responsa de realmente elevar o patamar do clube, que, com um investimento tão alto, não pensa apenas em ficar com o caneca da Ligue 1. Todos sabem a importância de vencer a Liga dos Campeões, e com um time fortíssimo em todos os setores, não há como negar que o PSG entra muito bem na briga pela “orelhuda”.

O “menino Ney” falou sobre o nível do campeonato: “Escutei muita gente falando mal da liga e estas pessoas estão errados. Conversei com muita gente que jogou aqui e assisti jogos e acho que não tem nada fácil. É um desafio muito grande para mim e para o clube, vencer a liga novamente e buscar outros títulos também”.

BUSCA EM SER O MELHOR DO MUNDO:

A premiação de melhor do mundo sempre presenteia aquele que faz uma temporada consistente, mas é clara a influencia da Champions League na escolha. O PSG busca esse título desde que começou a ganhar investimentos extras. Tenho certeza que se o PSG conseguir levantar essa taça e claro, Neymar conseguir mostrar seu futebol, ele chegará em no máximo 2 ou 3 anos, no topo, como melhor jogador do mundo. Outro fator importante para essa troca.

INFLUÊNCIAS NA SELEÇÃO:

Acho pouco provável que algo mude para o Neymar na seleção com essa ida ao PSG. Ele é a maior estrela nacional, e tem vaga cativa no time do Tite. Por mais que ele esteja indo para um campeonato com um nível mais baixo, acredito que seu futebol será o mesmo, pois, ele terá que mostrar resposta para o investimento feito pelo PSG.

MÍDIA E TORCIDA ESPANHOLA:

A mídia espanhola contesta essa contratação por muitos motivos, mas o valor financeiro é o que mais aparece estampado nas capas dos jornais, principalmente pelos  problemas judiciais que ocorreram na transferência entre Santos/Barcelona.

Os torcedores não olham essa troca pelo lado de carreira, vão pensar claramente que o Neymar está saindo por dinheiro.

Acho totalmente normal tudo isso, os jornais procuram notícias para venderem e os torcedores colocam a paixão pelo clube na frente da situação, são completamente passionais.

Sempre que acontece uma troca dessas, vemos sempre os mesmo sintomas na mídia e na torcida, mas é óbvio que se houver algo irregular, deve ser investigado e as partes devem ser penalizadas.

Para o ataque da imprensa, o craque respondeu: Não fiz nada de errado, não sei o que dizer. Fico triste de que a maioria, ou a minoria, não sei, pense dessa forma. Nunca faltei ao respeito com o clube ou com a torcida. Nós não somos obrigados a ficar em um clube. Acho que eu estou no meu direito, não faltei com respeito com ninguém. Sou muito grato a todos no Barcelona e fico triste que algumas pessoas pensem assim.”

Sobre essa mágoa da torcida do seu agora ex-clube, Neymar falou: “A mensagem que eu deixo é de muito carinho e respeito ao Barcelona. Fui muito feliz nesse clube, fiz uma história no Barcelona, ganhei muitos títulos, fiz gols… Infelizmente não dá para deixar todo mundo feliz, os torcedores são passionais, mas eu só queria agradecer o carinho que eles tiveram por mim”.

“YO NECESITO ESTAR CON LOS PARÇAS”:

Que Neymar adora estar entre amigos todo mundo sabe. Pra muitos, a decisão de ir ao PSG partiu, principalmente, da chegada de Daniel Alves ao clube parisiense. Pra se ter ideia de como o “novo príncipe” do Parque dos Príncipes gosta de “estar con los parças”, ele anda com uma cambada de amigos pra onde ele vai e não foi diferente em sua ida pra Paris.

Agora Ney jogará ao lado de Thiago Silva, Marquinhos, Dani Alves, Thiago Motta e Lucas Moura, além de estar próximo de Maxwell. O PSG sempre foi lar de grandes atletas brasileiros, como Raí, Ronaldinho Gaúcho, Leonardo, Aloísio Chulapa.

Para quem gosta de uma superstição aqui vai uma: nos últimos dois títulos de Copa do Mundo o Brasil tinha um jogador no PSG um anos antes. Foi assim com Raí em 1993 (Brasil tetra em 1994) e com Ronaldinho em 2001 (Brasil penta em 2002). Será que o mesmo acontece com Neymar em 2018 (O HEXA VEM!).

Mesmo próximo de tantos parceiros, Neymar negou ter escolhido o novo clube pensando nisso: “Falei com os brasileiros daqui, estão empolgados e felizes. Não estou vindo por causa dos amigos, tem todos um contexto geral. Foi muito difícil, pensei em muitas coisas. Muita gente queria que eu me comunicasse, falasse algo, mas era difícil eu falar sem ter certeza do que eu queria. A partir do momento que eu decidi, eu falei. Foi muito difícil, mas estou muito feliz, foi o que meu coração pediu e a direção que Deus me deu.”

ESTREIA:

Craque como ele é e sem problemas físicos pois já vinha treinando, é claro que Neymar ia querer estrear já no próximo final de semana, que marca a abertura da nova temporada da Ligue 1: “Vinha treinando sim, agora dei uma parada de dois dias sem treinos por tudo que estava acontecendo. Passei pelo campo, deu vontade de colocar a camisa do PSG e jogar. Vamos conversar e ver certinho. É o que eu mais gosto de fazer e se puder jogar eu jogo (risos)”. Acontece que ainda faltam alguns documentos e talvez fiquei para a próxima rodada.

Superficialmente creio que todos sabem qual será o 11 escolhido: Trapp; Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Kurzawa; Verratti, Matuidi, Draxler; Di Maria, Neymar e Cavani.

Peso por ser o mais caro da história? “Sigo com 69 quilos, continuo na mesma altura (risos).”, respondeu o monstro de quase 1 bilhão de reais.

Seja feliz e ICI C’EST PARIS!!!

Lucas Tinoco

21 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: