GERAL DA MACACA #11 – Resumo do 1º Turno

Fala Macacada, tudo bem?
Gostaria de compartilhar um resumo do que foi nosso primeiro turno nesse Campeonato Brasileiro de 2017.
Tido pela cúpula Pontepretana como o principal campeonato do nosso calendário, estamos tendo problemas graves no aproveitamento contra concorrentes diretos e também na postura de jogo.

Fiz duas tabelas, separei os jogos contra nossos concorrentes diretos e os demais times do campeonato e adicionei um resumo do jogo/resultado.
Para lembrar quem são nossos concorrentes diretos e tentar ser o mais coerente possível, estou nos comparando aos clubes que recebem verbas de TV similares a nossa.

Desempenho contra nossos concorrentes diretos:
– jogos em casa = 4; sendo 3 vitórias e 1 derrota. Aproveitamento 75%
– jogos fora = 4; sendo 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas. Aproveitamento 33%

Rodada Time Fora/Casa Placar Resultado Resumo
#1 Sport Casa 4×0 Vitória
#5 Atlético-GO Fora 0x3 Derrota Um dos piores jogos no ano.
#6 Chapecoense Casa 3×2 Vitória Abriu 3×0 e quase sofremos o empate.
#11 Avaí Fora 0x0 Empate Time fechado, sem pretensões de vitória.
#13 Bahia Casa 0x3 Derrota Começou bem, tomou o 1º gol e desmoronou.
#15 Coritiba Casa 4×0 Vitória Jogo da queda do técnico adversário.
#16 Atlético-PR Fora 0x2 Vitória Postura diferente, propôs mais o jogo, mas fez o gol e se fechou.
#18 Vitória Fora 3×1 Derrota Um dos piores jogos do ano.

Outros jogos:
– jogos em casa = 5; sendo 2 vitórias, 2 empates, 1 derrota => Aproveitamento 53%
– jogos fora = 6; sendo 2 empates, 4 derrotas => Aproveitamento 11%

Rodada Time Fora/Casa Placar Resultado Resumo
#2 Botafogo Fora 2×0 Derrota Pouca atitude em campo.
#3 Atlético-MG Fora 2×2 Empate Melhor 2º tempo no Brasileiro.
#4 São Paulo Casa 1×0 Vitória Vitória merecida.
#7 Flamengo Fora 2×0 Derrota Jogo medroso, sem pretensões de um resultado diferente do que foi.
#8 Santos Fora 0x0 Empate Jogou para não perder e conseguiu.
#9 Cruzeiro Casa 1×0 Vitória Vitória merecida.
#10 Palmeiras Casa 1×2 Derrota Jogo igual. Poderíamos ter empatado.
#12 Corinthians Fora 2×0 Derrota Derrota sem incomodar o adversário.
#14 Grêmio Fora 3×1 Derrota Fez 1×0 e recuou para intermediária.
#17 Fluminense Casa 0x0 Empate Os mesmos problemas do jogo contra o Vasco.
#19 Vasco Casa 0x0 Empate Falta de ousadia dentro de casa. Aos 40m do 2º tempo, sacar lateral D e colocar outro…

Saindo do tema 1º turno e vindo para um retrospecto mais atual, dos últimos 11 jogos pelo Brasileiro, foram 5 jogos em casa e 6 fora. Com isso disputamos 33 pontos e ganhamos 10! Aproveitamento medonho de 30%!
Nesses 11 jogos; em casa: 1V, 2E e 2D / fora: 1V, 2E e 3D.

Nosso problema tem nome e sobrenome: Planejamento e Mediocridade.
“Largamos” o Brasileirão de 2016 antes do seu fim porque nos contentamos com a “manutenção” e quando a torcida acreditou que poderia brigar por coisas maiores, a diretoria fez questão de nos desmotivar.
Tivemos muuuuito tempo para formar um time utilizando como base o que encerrou o ano. No início desse ano, diziam que “brigaríamos pelo título Paulista”! Mas pela filosofia e a indicação do comando técnico sabíamos que a probabilidade era pequena.

Felipe Moreira tinha pouca bagagem para comandar um clube com a complexidade que tem a Ponte Preta, não seria compatível com tal pressão para busca do sonhado título.
Ele não teve culpa de ser alçado ao comando do time principal e pela falta de opções no elenco somados a sua inexperiência influenciaram diretamente com a tragédia que se anunciava nas últimas rodadas da primeira fase do Paulista, classificamos aos trancos e barrancos.

Futebol não é uma ciência exata. Está muito longe disso! Mas ter pessoas capacitadas para exercer as funções estratégicas e guiar os demais, faz com que os erros sejam menores e a margem de aceto aumente consideravelmente. É isso que as empresas buscam e, tenho certeza, é o que a Ponte Preta também busca.

Mas algumas decisões, principalmente nas contratações para esse ano -sendo bem especifico-, mostra que não estão fazendo a lição de casa no Majestoso.
Os jogadores não têm culpa na questão técnica, eles não se auto-contratam. A culpa é de quem indica, contrata e valida a contratação.

Quantos minutos jogaram Negueba, Fabio Braga, Matheus Cassini, Xuxa, Fernandinho, João Lucas, Artur… quanto dinheiro foi jogado no ralo com a filosofia do “bom e barato”, “aposta”, “promessa”.

Resumindo, no ano de 2017 foi possível verificar a falta de capacidade dos responsáveis pelo futebol apresentado pela Ponte Preta dentro e fora de campo.
Mesmo em jogos que vencemos jogamos mal, raras exceções. Com nosso orçamento sabemos que é difícil jogar bem (com posse de bola, jogadores conhecidos), mas jogar bem muitas vezes é ser arrumado, parte tática bem estabelecida, padrão de jogo, jogadas ensaiadas de escanteio e faltas.
Com orçamento que dispomos, errar não é uma opção. Temos que ser mais assertivo e competentes.

Precisamos melhorar para não passar sufoco no segundo turno.

É isso!
Saudações alvinegras

Andre Gonçalves

Ponte Preta desde sempre! Twitter: @andre7goncalves

%d blogueiros gostam disto: